Não podemos depender do ‘gênio’ Messi, diz técnico da Argentina

sábado, 21 de junho de 2014 22:17 BRT
 

Por Karolos Grohmann

BELO HORIZONTE (Reuters) - A Argentina precisará melhorar em seus próximos jogos na Copa do Mundo apesar de ter o “gênio” Lionel Messi, que marcou um gol nos momentos finais da vitória de 1 x 0 sobre o Irã neste sábado e levou sua seleção às oitavas de final, disse o técnico Alejandro Sabella.

“Queremos melhorar, é obvio”, declarou Sabella aos repórteres. “Há muitas coisas em que temos que pensar em melhorar”.

“Todos os jogadores que atuaram hoje contribuíram para esta vitória, mas claro que temos um gênio chamado Messi. Por sorte ele é argentino. Todos gostariam de ter Messi, mas somos nós que o temos.”

Após 90 minutos frustrantes contra os aguerridos iranianos, Messi abriu o placar com uma bola curva já nos acréscimos para delírio das dezenas de milhares de torcedores argentinos no Mineirão.

“Foi uma partida muito difícil e o Irã fez uma grande partida na Copa. Mas aquela última jogada de Lionel ninguém poderia impedir. Nem dois goleiros poderiam ter detido aquele chute”, afirmou Sabella.

A Argentina, uma das seleções favoritas ao título no Brasil, jogou abaixo de seu nível no segundo jogo consecutivo depois de vencer apertado sua partida de estreia contra a Bósnia por 2 x 1.

O time pode ter se classificado para as oitavas de final, mas Sabella, que escalou uma formação ofensiva com Gonzalo Higuaín, Messi, Sergio Aguero e Angel Di Maria, disse que irá analisar o que não funcionou bem contra o Irã, incluindo a penetração pelas laterais.

“Claro que sempre queremos vencer, é óbvio, então vamos tentar encontrar um equilíbrio nos próximos jogos, mas nem sempre é fácil”, afirmou.

 
Técnico da seleção argentina, Alejandro Sabella, dá instruções durante jogo com o Irã em Belo Horizonte. 21/06/2014. REUTERS/Sergio Perez