Maracanã tem reforço na segurança e restringe acesso de torcedores após invasões

domingo, 22 de junho de 2014 12:54 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O esquema de segurança montado para este domingo no Maracanã transformou o estádio numa fortaleza para evitar novas invasões de torcedores durante jogos da Copa do Mundo.

"Tem muito policial, está tudo cercado e esperamos que não haja problema hoje”, disse à Reuters um representante do Comitê Organizador Local (COL), que pediu para não ser identificado.

Há algumas mudanças em relação aos primeiros dois jogos no Maracanã. O perímetro de segurança no entorno do estádio foi estendido e áreas foram isoladas por policiais.

Vários grupos de policiais militares e de outras forças são vistos aglomerados ao lado de viaturas das corporações, cercas móveis também foram colocadas ao redor do estádio, e o acesso de torcedores se tornou mais rígido, com barreiras de policiais perto das principais entradas e já na saída das estações de metrô e trens próximas à arena --os torcedores sem ingresso são impedidos de passar.

“Meu ingresso está com um amigo que já chegou e o policial pediu que eu ligasse para ele para poder passar”, afirmou à Reuters o sueco John Magnusson, que estava acompanhado de duas pessoas que também foram barradas.

Perto dali, um grupo de russos abria mochilas no meio da rua à procura do ingresso do jogo para exibir aos policiais.

No centro de mídia, que foi invadido por ao menos 200 chilenos na partida entre Chile e Espanha, na quarta-feira, o policiamento também foi reforçado. Além das barreiras montadas, foi possível identificar cerca de 50 policiais vigiando a entrada e as grades temporárias que foram destruídas pelos chilenos para invadirem o estádio.

No domingo passado, argentinos pularam o muro do Maracanã para assistiram ao jogo de sua seleção contra a Bósnia.

A secretaria extraordinária de grandes eventos informou que convocou ao menos 600 recrutas da PM para trabalhar na partida entre russos e belgas. Eles se juntam a aproximadamente 3.000 homens das policias civil e militar que vem trabalhando rotineiramente nos jogos.   Continuação...

 
Policiais reforçam segurança no Maracanã.            REUTERS/Yves Herman