Junta militar da Tailândia prende mais de 1.600 por aposta ilegal no Mundial

segunda-feira, 23 de junho de 2014 09:46 BRT
 

Por Amy Sawitta Lefevre

BANGCOC (Reuters) - Líderes militares da Tailândia estão reprimindo apostas ilegais, cuja expectativa é de forte crescimento durante a Copa do Mundo, como parte de uma campanha para limpar o país e restaurar sua imagem.

A força policial nacional disse nesta segunda-feira ter prendido 1.677 pessoas envolvidas em apostas na Copa do Mundo de 9 a 21 de junho, e que fechou 675 websites ilegais de jogos de azar.

“Tailandeses são bastante viciados em apostas e a Copa do Mundo é um período no qual elas crescem”, disse à Reuters Anucha Romyanan, vice-porta-voz de polícia.

“As pessoas ainda estão tentando acessar websites de apostas, então estamos localizando esses sites e os fechando”.

Exceto por corrida de cavalos e a loteria nacional, a maioria as formas de jogos de azar é ilegal na Tailândia, incluindo cassinos e sites de apostas.

Mas essa prática continua popular no país. Muitos tailandeses cruzam a fronteira para jogar em cassinos no Camboja, enquanto outros apostam ilegalmente em esportes como Muay Thai, também conhecido como boxe tailandês.

A expectativa é que os tailandeses gastem cerca de 45 bilhões de baht (1,4 bilhão de dólares) em apostas na Copa do Mundo, de acordo com a Universidade da Câmara de Comércio da Tailândia.

(Reportagem adicional de Pracha Hariraksapitak)