Em jogo de maior público do Brasil, torcida espera vitória convincente

segunda-feira, 23 de junho de 2014 16:16 BRT
 

Por Pedro Fonseca

BRASÍLIA (Reuters) - Partida da seleção brasileira com maior público na Copa do Mundo até uma possível final no Maracanã, o jogo desta segunda-feira contra Camarões, em Brasília, tornou-se mais emocionante para a torcida pela necessidade de uma vitória para garantir o primeiro lugar do grupo, e os torcedores confiam que o time vai finalmente convencer.

O Estádio Nacional Mané Garrincha, com capacidade para 69.349 torcedores, é o segundo maior do Mundial atrás apenas do Maracanã, com capacidade para 74.738, e foi lá que a seleção brasileira iniciou a campanha vitoriosa na Copa das Confederações do ano passado, com uma vitória sobre o Japão.

Torcedores brasileiros que chegaram ao estádios vestidos de verde-amarelo estavam confiantes numa nova vitória brasileira no local, depois das atuações abaixo do esperado no 0 x 0 com o México e também na vitória de 3 x 1 sobre a Croácia nos outros jogos da primeira fase.

"Hoje é o dia, a seleção brasileira vai ganhar e vai convencer. Hoje é dia de goleada. O Brasil está precisando de uma grande atuação nessa Copa", afirmou o entusiasmado torcedor paulistano Alexandre Lomba, que viajou de São Paulo com um grupo de amigos para assistir a seu primeiro jogo da seleção brasileira numa Copa do Mundo.

"Foi até bom para a gente eles terem deixado para decidir aqui, agora o jogo vai ter mais emoção. Tenho certeza que os jogadores vão voltar a ter aquela pegada da Copa das Confederações", acrescentou o administrador de empresa, em meio a um grupo de torcedores com camisas do Brasil, perucas coloridas e em busca de uma corneta para fazer barulho.

Ao contrário do jogo em Fortaleza em que a seleção empatou com o México, na semana passada, o estádio estará praticamente 100 por cento tomado pela torcida brasileira em Brasília.

Enquanto no Castelão os mexicanos pintaram de verde e vermelho uma boa parte da arquibancada e, em alguns momentos, até cantaram mais alto que os brasileiros, praticamente não havia camaroneses no entorno do Mané Garrincha antes do jogo desta segunda.

Alguns poucos camaroneses acompanharam uma visita da seleção liderada por Samuel Eto'o à embaixada do país, no domingo, mas no entorno do estádio antes do jogo os africanos estavam sumidos. No jogo alguns certamente vão comparecer, uma vez que a Fifa reserva 8 por cento dos ingressos de cada partida para cada um dos times em campo.   Continuação...

 
Torcedores do Brasil, que enfrenta Camarões no estádio Mané Garrincha, em Brasília. 23/6/2014. REUTERS/Dominic Ebenbichler