Argentina admite que precisa começar a brilhar antes das oitavas

terça-feira, 24 de junho de 2014 13:12 BRT
 

Por Angus MacSwan

PORTO ALEGRE (Reuters) - Depois de duas apresentações decepcionantes, a seleção argentina e a campeã africana Nigéria têm muito o que provar quando se enfrentarem na quarta-feira em sua última partida do Grupo F da Copa do Mundo, em Porto Alegre.

A Argentina estava entre os favoritos ao título antes do torneio, mas apesar de seu tão elogiado "Quarteto Fantástico" a equipe não mostrou o melhor de si, com exceção de alguns momentos de magia de sua estrela: Lionel Messi.

Dois gols extraordinários do quatro vezes ganhador da Bola de Ouro da Fifa selaram as duas vitórias discretas da Argentina até o momento – 2 x 1 sobre a Bósnia e 1 x 0 diante do Irã – para que o combinado lidere o grupo.

A seleção nigeriana também não convenceu depois de um empate sem gols com o Irã e vencer a Bósnia por 1 x 0, chegando a quatro pontos.

A Argentina já se classificou às oitavas de final, mas quer terminar em primeiro do grupo para pegar um rival menos complicado – pelo menos no papel – na próxima rodada.

Para a Nigéria, uma igualdade será suficiente para passar de fase, mas uma derrota para os argentinos poderia significar problemas.

O Irã, que surpreendeu muitos com seu jogo aguerrido e inteligente frente à Argentina, ainda pode ficar com o segundo lugar se bater a Bósnia e conseguir um saldo de gols melhor que o conjunto africano.

Por tudo isso, é de se esperar uma partida cheia de ansiedade e audácia em Porto Alegre.   Continuação...

 
Torcedor com camiseta da argentina de Lionel Messi (telão) durante partida contra o Irã. Foto em Buenos Aires. 21/6/2014 REUTERS/Enrique Marcarian