Chile busca superar "pesadelo" de jogar contra Brasil em Copas

terça-feira, 24 de junho de 2014 16:38 BRT
 

Por Esteban Israel

SÃO PAULO (Reuters) - O Chile tentou ao máximo evitar enfrentar o Brasil na segunda rodada da Copa do Mundo, mas após não conseguir, agora precisa exorcizar seus demônios contra a seleção que o eliminou de três Copas do Mundo.

Mas, dessa vez, o Chile insiste que está à altura do desafio.

"O Brasil tem sido um pesadelo para o Chile", disse o meia Arturo Vidal, "mas as coisas mudaram, as gerações mudaram".

O Chile tem mostrado confiança e agressividade em suas partidas, derrotando a Espanha, atual campeã mundial, por 2 x 0 em uma emocionante partida pelo Grupo B.

O técnico Jorge Sampaoli prometeu outra partida eletrizante contra o Brasil no sábado no Mineirão, em Belo Horizonte, pelas oitavas de final, com o seu time fazendo pressão sufocante e contra-atacando.

A receita não funcionou contra a Holanda na segunda-feira, quando o Chile perdeu de 2 x 0 e não conseguiu garantir o primeiro lugar do grupo, evitando jogar contra o Brasil.

Assim, o jogo de contra-ataques rápidos podem torná-los vulneráveis para o ataque brasileiro liderado por Neymar e Hulk.

Mas com a volta de Vidal ao meio-campo, depois de perder o jogo da quinta-feira por um problema no joelho, o Chile deve reconquistar a iniciativa que faltou contra os holandeses, permitindo que Alexis Sánchez, Jorge Valdívia e Eduardo Vargas fiquem mais avançados.