Fifa diz que trabalhará o mais rápido possível em caso sobre Suárez

quarta-feira, 25 de junho de 2014 12:22 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Fifa vai trabalhar o mais rápido possível em sua investigação sobre o atacante uruguaio Luis Suárez, que aparentemente mordeu um zagueiro italiano em uma partida da Copa do Mundo na terça-feira, informou a entidade.

"O Comitê Disciplinar entende a urgência da questão", disse a porta-voz da Fifa Delia Fischer a jornalistas nesta quarta-feira.

"O comitê trabalha para ter em mãos e avaliar todos os elementos para que esteja apta a tomar uma decisão o mais cedo possível, particularmente pelo fato do Uruguai continuar no torneio."

O Uruguai enfrentará a Colômbia no Rio de Janeiro no sábado, pelas oitavas de final.

O italiano Giorgio Chiellini disse na terça ter sido mordido por Suárez durante a vitória por 1 x 0 dos sul-americanos na partida pelo Grupo D da Copa do Mundo, resultado que classificou o Uruguai para as oitavas e eliminou a Itália.

Fotos tiradas pela Reuters mostram o que aparentavam ser marcas no ombro de Chiellini.

Fischer disse que os procedimentos do Comitê Disciplinar ainda estavam "em fase inicial" e afirmou que a Fifa não iria comentar sobre possíveis desfechos para o caso ou eventuais punições a Suárez.

"Vamos ter uma atualização para vocês hoje ou amanhã ou seja quando for que eles tomem a decisão", disse ela.

O Comitê Disciplinar pediu ao Uruguai que enviasse sua defesa no caso até as 17h desta quarta-feira.

(Reportagem de William Schomberg)

 
Luis Suárez, da seleção do Uruguai, e Giorgio Chiellini, da Itália, durante partida entre as duas seleções em Natal. REUTERS/Tony Gentile