Seleção não treinará no Mineirão antes de enfrentar o Chile para preservar gramado

quarta-feira, 25 de junho de 2014 13:16 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS Rio de Janeiro (Reuters) - A seleção brasileira não vai realizar o tradicional treino de reconhecimento de campo no estádio Mineirão, na véspera do duelo de sábado com o Chile pelas oitavas de final da Copa do Mundo, para preservar o campo de jogo em Belo Horizonte.

Antes da partida Argentina x Irã, em 21 de junho no mesmo estádio, os dois times também não puderam realizar o reconhecimento.

O Brasil vai fazer seu último treino antes do jogo com os chilenos no campo do Sesc Venda Nova, local oficial designado pela Fifa. A atividade será às 13h, mesmo horário do jogo.

Mesmo sem treinar no Mineirão, o técnico Luiz Felipe Scolari terá que se dirigir ao estádio na sexta-feira para conceder a entrevista oficial pré-jogo da Fifa.

A equipe do Chile provavelmente também não deve treinar no estádio antes da partida. O técnico Jorge Sampaoli tem como costume não levar os jogadores para treinar nos estádios na véspera das partidas justamente para preservas o gramado.

Esse será o primeiro jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo sem o treino de reconhecimento na véspera.

Antes do jogo contra Camarões, em Brasília, o Brasil treinou no Estádio Nacional Mané Garrincha, mas não pôde usar as duas áreas, que estavam isoladas para preservar o gramado perto dos gols.

A seleção brasileira, que está concentrada no centro de treinamento da Granja Comary, em Teresópolis (RJ), viaja para Belo Horizonte na quinta-feira.

 
Técnico da seleção brasileiro, Luiz Felipe Scolari, orienta os jogadores durante sessão de treino na Granja Comary, em Teresópolis. 21/06/2014. REUTERS/Marcelo Regua