25 de Junho de 2014 / às 16:45 / em 3 anos

Ex-goleiro da Alemanha Oliver Khan diz que entende mordida de Suárez

SANTO ANDRÉ, Bahia (Reuters) - O ex-goleiro da seleção alemã Oliver Khan, que uma vez mordeu o pescoço de um adversário durante uma partida do Campeonato Alemão e desferiu um chute no estilo kung-fu na mesma partida, disse acreditar que entende o que se passa na cabeça do atacante da seleção do Uruguai, Luiz Suárez.

O ex-goleiro não sofreu punição pelo duplo incidente em uma partida contra o Borussia Dortmund em 1999. Uma década depois, ele admitiu estar sob grande pressão na época e que perdeu o controle.

“Esse tipo de comportamento é geralmente associado a animais”, disse Khan sobre o atacante uruguaio, que está sendo investigado pela Fifa por aparentemente ter mordido o zagueiro italiano Giorgio Chiellini durante uma partida da Copa do Mundo na terça-feira.

“Na minha cabeça, essa é a maneira errada de canalizar suas tensões interiores”, acrescentou Khan, que atualmente trabalha como comentarista para a emissora alemã ZDF no Mundial do Brasil.

“Vimos na última partida (contra a Inglaterra) que ele estava quase chorando. Talvez esse comportamento seja uma tentativa desesperada de liberar uma enorme pressão que cresce dentro dele e essa foi a única forma de liberar alguma tensão. Para mim não há outra explicação.”

Khan é lembrado na Alemanha não somente pelo seu heroísmo jogando pelo Bayern de Munique, time que ele levou ao título da Liga dos Campeões de 2001, e por suas 86 partidas pela seleção, mas também por morder Heiko Herrlich, do Dortmund, e depois atacar Stephane Chapuisat na mesma partida.

Levou mais de uma década para Khan admitir que cometera um erro.

“Esse foi o pico da minha agressividade e isso estourou dentro de mim”, disse Khan ao jornal Sueddeutsche Zeitung em 2010.

“Isso foi algum tipo de força interna dentro de mim sinalizando que eu não poderia continuar daquele jeito.”

Em seus primeiros comentários após ver o lance pela ZDF, Khan inicialmente questionou se Suárez realmente havia mordido Chiellini.

“Ele realmente mordeu ele?”, disse Khan. “Realmente mordeu?”

Herrlich, que naquela partida em 1999 havia marcado um gol que deu ao Dortmund a liderança por 2 x 0 momentos antes da agressão, disse posteriormente em entrevista ao Der Spiegel que ficou surpreso que Khan o tenha mordido no pescoço.

“Khan não me mordeu, ele simplesmente deu uma mordiscada”, disse Herrlich. “Em todo caso, não havia nada perdido no meu pescoço.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below