Ex-goleiro da Alemanha Oliver Khan diz que entende mordida de Suárez

quarta-feira, 25 de junho de 2014 13:43 BRT
 

Por Erik Kirschbaum

SANTO ANDRÉ, Bahia (Reuters) - O ex-goleiro da seleção alemã Oliver Khan, que uma vez mordeu o pescoço de um adversário durante uma partida do Campeonato Alemão e desferiu um chute no estilo kung-fu na mesma partida, disse acreditar que entende o que se passa na cabeça do atacante da seleção do Uruguai, Luiz Suárez.

O ex-goleiro não sofreu punição pelo duplo incidente em uma partida contra o Borussia Dortmund em 1999. Uma década depois, ele admitiu estar sob grande pressão na época e que perdeu o controle.

"Esse tipo de comportamento é geralmente associado a animais", disse Khan sobre o atacante uruguaio, que está sendo investigado pela Fifa por aparentemente ter mordido o zagueiro italiano Giorgio Chiellini durante uma partida da Copa do Mundo na terça-feira.

"Na minha cabeça, essa é a maneira errada de canalizar suas tensões interiores", acrescentou Khan, que atualmente trabalha como comentarista para a emissora alemã ZDF no Mundial do Brasil.

"Vimos na última partida (contra a Inglaterra) que ele estava quase chorando. Talvez esse comportamento seja uma tentativa desesperada de liberar uma enorme pressão que cresce dentro dele e essa foi a única forma de liberar alguma tensão. Para mim não há outra explicação."

Khan é lembrado na Alemanha não somente pelo seu heroísmo jogando pelo Bayern de Munique, time que ele levou ao título da Liga dos Campeões de 2001, e por suas 86 partidas pela seleção, mas também por morder Heiko Herrlich, do Dortmund, e depois atacar Stephane Chapuisat na mesma partida.

Levou mais de uma década para Khan admitir que cometera um erro.

"Esse foi o pico da minha agressividade e isso estourou dentro de mim", disse Khan ao jornal Sueddeutsche Zeitung em 2010.   Continuação...