Seleção dos EUA será mais ofensiva nas oitavas de final, diz técnico

quinta-feira, 26 de junho de 2014 18:10 BRT
 

Por Toby Davis

RECIFE (Reuters) - Os Estados Unidos tiveram muito respeito pela Alemanha, mas o técnico Juergen Klinsmann prometeu que a atuação mais defensiva de sua equipe não se repetirá nas oitavas de final, após a classificação mesmo com a derrota por 1 x 0 para os alemães nesta quinta-feira.

Os Estados Unidos ficaram em segundo lugar do Grupo G, mas poderiam ter sido eliminados do torneio se Gana tivesse vencido Portugal.

Mas a vitória de 2 x 1 dos portugueses permitiu que os EUA celebrassem a qualificação em frente a milhares de torcedores que enfrentaram forte chuva para chegar ao estádio.

"Obviamente é um grande acontecimento feito por nossa equipe, de superar o grupo e se qualificar", afirmou o aliviado técnico dos EUA.

"Sabíamos que seria um jogo complicado e não foi fácil lidar com isso mentalmente. Tivemos um pouco de respeito demais a princípio."

"Eu gritei o máximo que pude para eles pressionarem para a ofensiva, mas é mais fácil falar do que fazer."

"Mas, quem quer que seja que enfrentemos agora, vamos dar trabalho a eles. Agora podemos colocar isso para trás e, como sabemos, quando a fase de grupo acaba, começa outro torneio e isso muda todo o jogo."

A Alemanha conseguiu limitar o ataque dos Estados Unidos, dominando a posse de bola e assumindo a liderança da partida com um belo gol de Thomas Mueller aos 10 minutos do segundo tempo.

 
Técnico da seleção dos EUA, Juergen Klinsmann, durante partida contra a Alemanha em Recife. 26/06/2014. REUTERS/Tony Gentile