26 de Junho de 2014 / às 21:59 / 3 anos atrás

Uruguai vai apelar de punição “exagerada” a Suárez

Jogador do Uruguai, Luis Suárez, em coletiva de imprensa na Arena das Dunas, em Natal. 23/6/2014 REUTERS/Carlos Barria

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O Uruguai vai apelar contra uma suspensão de nove partidas imposta ao atacante Luis Suárez por morder um jogador italiano durante partida da Copa do Mundo, disse o presidente da Associação Uruguaia de Futebol (AUF), Wilmer Valdez, nesta terça-feira.

Suárez também foi suspenso de qualquer atividade relacionada ao futebol por quatro meses e multado em 100 mil francos suíços (111 mil dólares) por morder o italiano Giorgio Chiellini na terça-feira, anunciou a Fifa em um comunicado nesta quinta.

“Estamos aqui trabalhando na apelação junto com o advogado, vamos apelar hoje”, disse Valdez a jornalistas em frente ao hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro.

“Temos três dias para fazer isso, mas vamos tentar mandar hoje, para que a primeira apelação tenha os mesmos prazos do procedimento disciplinar, para que possamos ter uma decisão o mais rápido possível”, acrescentou.

“Não há evidência definitiva que nos permita dizer que esse tipo de punição possa ser aplicada. Estamos falando de nove jogos, quatro meses e uma multa --então para mim realmente parece uma punição completamente exagerada e abusiva”, afirmou o dirigente.

Os comentários de Valdez correspondem à opinião de muitos uruguaios, que têm se mostrado indignados com a suspensão, tida como exagerada, hipócrita e parcial.

Suárez está fora da partida do Uruguai contra a Colômbia pelas oitavas de final no Rio de Janeiro no sábado, assim como do restante da competição caso o time avance.

“Claro que o jogador, Luis, está muito abalado, ele está muito abalado com a situação”, disse Valdez. “Como ser humano e jogador de futebol ele vai receber todo o apoio da AUF e dos uruguaios, sem sombra de dúvida.”

Suárez deve embarcar de volta ao Uruguai ainda nesta quinta-feira, e a mídia uruguaia disse que o presidente do país, José Mujica, vai organizar uma reunião para discutir “opções” em relação à suspensão --a maior já imposta em uma Copa do Mundo.

Reportagem adicional de Malena Castaldi, em Montevidéu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below