Argentina é uma equipe que corre riscos, diz Fernando Gago

quinta-feira, 26 de junho de 2014 20:25 BRT
 

BELO HORIZONTE (Reuters) - O meia Fernando Gago saiu nesta quinta-feira em defesa contra as críticas que a Argentina vem recebendo e disse que a seleção não pode evitar “correr riscos”, por se tratar de uma equipe ofensiva, explicando que é normal ficar desprotegida quando perde a bola e recebe contra-ataques.

A Argentina se classificou como líder do Grupo F depois de vencer suas três primeiras partidas, e agora vai enfrentar a Suíça, segunda colocada do Grupo E, atrás da França.

"Vamos correr riscos porque somos uma equipe ofensiva, e consideramos a bola mais como uma transição do que como uma posse”, disse Gago em uma coletiva de imprensa, nesta quinta-feira, em Belo Horizonte.

“Às vezes as coisas se complicam quando a outra equipe nos ataca de volta, mas temos jogadores que podem definir a partida a qualquer momento”, acrescentou o jogador do Boca Juniors.

Questionado sobre a responsabilidade por certo desequilíbrio quando a Argentina é atacada, Gago respondeu: “Não vejo assim, sabemos que temos quatro jogadores adiantados, quase atacantes, e que precisamos dar certo equilíbrio a Javier (Mascherano), é lógico que ficamos um tanto descompensados.”

O meia destacou que vale a pena correr o risco de ficar desequilibrado por causa da qualidade dos atacantes argentinos.

“Jogamos com este risco, também se tem que pensar que os defensores adversários vão correr riscos com o potencial de nossos atacantes”, afirmou o ex-jogador do Real Madrid, ao falar sobre a partida vencida pela Argentina por 3 x 2 sobre a Nigéria, na quarta-feira, pela última rodada da fase de grupos.

 
Jogador argentino Fernando Gago (acima) disputa bola com nigeriano Juwon Oshaniwa, durante partida no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. 25/6/2014   REUTERS/Stefano Rellandini