27 de Junho de 2014 / às 21:44 / 3 anos atrás

CURTAS-Melhor entre Neymar e Messi? Só digo daqui 15 anos, afirma Felipão

Neymar e Marcelo disputam bola em treino do Brasil em Belo Horizonte. 27/06/2014Toru Hanai

BELO HORIZONTE (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari preferiu não entrar na discussão sobre quem é melhor entre Lionel Messi e Neymar, dois dos artilheiros da Copa do Mundo até agora, com quatro gols.

Felipão disse que Messi, de 27 anos, já está estabelecido como um dos melhores jogadores do mundo, enquanto Neymar, de 22, está numa crescente.

“Messi é um dos melhores jogadores do mundo e Neymar caminha para esse sentido. (Mas) Neymar não joga para ser o melhor do mundo, ele joga pelo Brasil e para o Brasil ser campeão do mundo”, disse Felipão, esquivando-se de dizer quem é o melhor.

“Daqui 10, 15 anos, agora não preciso dizer nada”, afirmou o treinador nesta sexta-feira, véspera da partida de oitavas de final contra o Chile, no Mineirão.

BRASIL X ARGENTINA

O técnico do Chile, o argentino Jorge Sampaoli, vai realizar um sonho de infância no sábado, já que desde criança alimenta a rivalidade entre argentinos e brasileiros.

“Como sou argentino, desde criança meu clássico sempre foi contra o Brasil. O sonho de estar aqui com o Chile me faz remontar a minha infância e adolescência. Gosto muito desse confronto. É especial”, disse ele a jornalistas.

HELICÓPTERO

Um dia após se incomodar com a presença de um helicóptero de um TV brasileira sobrevoando o treino do Chile em Minas Gerais, o técnico Sampaoli tratou o episódio com bom humor desta vez.

O treinador do Chile lembrou que em momentos decisivos todo mundo quer desvendar mistérios dos treinadores, sejam brasileiros ou até chilenos.

“Se os nossos próprio meios (de comunicação) estão nos espionando, como os rivais não vão espiar?”, afirmou.

MUITO VELHO

Questionado sobre uma disputa judicial entre o atacante Neymar e uma revista masculina, Felipão afirmou não saber do que se tratava e emendou: “Playboy não é comigo, já estou velho para isso”, disse, sorrindo.

"LIBERA"

Os sócios do Sesc Venda Nova até que tentaram ver de perto os jogadores da seleção brasileira no treino desta sexta. Amontoados num portão longe do gramado, gritavam "libera, libera", na tentativa de convencer Felipão a abrir o treinamento na véspera do confronto contra o Chile.

Mas não teve jeito. Eles não viram nada, enquanto a imprensa pôde acompanhar apenas os minutos finais, depois de ficar por quase uma hora em pé em uma rua estreita que dava acesso ao Sesc.

Reportagem adicional de Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below