Nigéria corta o mal pela raiz em impasse sobre premiação

sexta-feira, 27 de junho de 2014 20:07 BRT
 

SALVADOR (Reuters) - A Nigéria é a mais recente seleção africana na Copa do Mundo a se ver envolvida em um impasse por causa de dinheiro, mas o problema foi rapidamente resolvido com promessas de pagamento feitas pelo presidente do país, disseram autoridades da delegação nigeriana nesta sexta-feira.

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, conversou por telefone com vários dos jogadores mais experientes do grupo e garantiu que a premiação em dinheiro será paga, após os jogadores ameaçarem não treinar.

Os jogadores se reuniram com os dirigentes na quinta-feira reivindicando pagamento imediato do bônus prometido caso alcançassem a segunda fase do Mundial, objetivo conseguido na quarta-feira, apesar da derrota por 3 x 2 para a Argentina em Porto Alegre, disseram autoridades à Reuters.

Eles agora enfrentam a França na segunda-feira em Brasília pelas oitavas de final. O incidente ocorre depois de impasses similares envolvendo as seleções de Camarões e Gana.

A Fifa disse nesta sexta-feira que iria tomar medidas para assegurar que disputas similares sobre pagamentos não prejudiquem Mundiais futuros. 

(Reportagem de Mark Gleeson)