Suárez agradece apoio e pede força para seleção uruguaia contra Colômbia

sábado, 28 de junho de 2014 13:15 BRT
 

MONTEVIDÉU (Reuters) - O atacante uruguaio Luis Suárez agradeceu neste sábado as demonstrações de carinho dos torcedores após ser banido da Copa do Mundo pela Fifa e pediu à torcida que apoie a seleção do Uruguai na partida contra a Colômbia, válida pelas oitavas de final do Mundial.

Desde que foi divulgada a sanção da entidade máxima do futebol internacional, os uruguaios têm demonstrado apoio incondicional ao ídolo através das redes sociais, esperando a chegada dele ao país e até mesmo fazendo vigília em frente à casa do craque para dar as boas-vindas.

"Olá a todos, escrevo esta mensagem para agradecer a todas as demonstrações de apoio e carinho que estou recebendo. Tanto eu como minha família agradecemos muito", disse Suárez em sua conta de Twitter (@luis16suarez), no que foram suas primeiras palavras depois da mordida no italiano Giorgio Chiellini. 

O goleador da "Celeste", com 41 gols, foi proibido de realizar qualquer atividade relacionada ao futebol por quatro meses e suspenso da seleção por nove partidas de competições oficiais, após morder o ombro de Chiellini na partida entre as duas equipes no Grupo D da Copa. 

Além disso, o uruguaio pagará uma multa de 100 mil francos suíços, ou aproximadamente 111 mil dólares.

"Obrigado por estarem ao meu lado e quero que todos vocês torçam muito por meus companheiros da seleção na partida contra a Colômbia", disse Suárez, em referência à partida deste sábado entre as duas seleções. O vencedor vai para as quartas de final. 

O Uruguai encara a Colômbia neste sábado no Maracanã, no Rio de Janeiro, mesmo local onde 64 atrás foi campeão do mundo pela segunda vez em sua história.

(Por Malena Castaldi)

 
Uruguaio Luis Suárez no hotel onde estava a seleção do país em Natal. 26/06/2014 REUTERS/Leo Carioca