Holanda mostra preocupação com calor e gramado para partida contra o México

sábado, 28 de junho de 2014 15:41 BRT
 

FORTALEZA (Reuters) - A temperatura quente e úmida do nordeste brasileiro é uma das principais preocupações da Holanda, que já submeteu os jogadores a treinamentos pesados para que suportem o duelo contra o México válido pelas oitavas de final da Copa do Mundo, disse o treinador Louis van Gaal neste sábado. 

"Eu estava aqui há um ano e o calor era ainda maior. Mesmo assim, a umidade está muito alta, vai afetar a partida e essa é a principal razão pela qual intensificamos o treinamento para que os jogadores estejam em forma para o jogo", disse Van Gaal em entrevista coletiva na Arena Castelão antes da partida deste domingo. 

"Estou bastante consciente de que isso também afetará o time mexicano, mas eu sei que eles estão muito mais acostumados do que nós estamos." 

A temperatura em Fortaleza tem oscilado entre 25 e 30 graus Celsius nas últimas semanas, mais alta do que a que a seleção holandesa encontrou no Rio de Janeiro, onde fica a base de treinamento da equipe, ou em São Pauo e em Porto Alegre, onde jogou suas duas últimas partidas.

"É claro que está quente, está muito quente. Muito mais do que no Rio e em várias outras cidades onde jogamos", disse o volante Leroy Fer em entrevista coletiva. "Mas os outros times também são afetados. Nós nos sentimos bem preparados."

Fer deve jogar a partida contra o México, informou Van Gaal, mas Bruno Martins Indi, ainda em recuperação, sentará no banco e entrará como provável substituto no segundo tempo.

México e Holanda irão treinar em outros campos que não o Castelão de forma a preservar o gramado do estádio, "que não está bom", disse o treinador o holandês. 

Os holandeses fizeram "pequenos ajustes na estratégia" para se defenderam contra o México, e se baseiam em lições tiradas da última partida contra o Chile, que os laranjas venceram por 2 x 0.

"Não há muita diferença entre os estilos de jogo de Chile e México", afirmou Van Gaal. "Eles jogam de acordo com a qualidade que têm, com a técnica, e estão com uma vontade enorme de vencer. Esta vontade é a melhor coisa do futebol." 

(Por Elzio Barreto)

((Tradução Redação Rio de Janeiro; +55 21 2223-7148))REUTERS MPP