Goleiro Navas não é deste mundo, diz costarriquenho Borges

segunda-feira, 30 de junho de 2014 12:57 BRT
 

Por Philip O'Connor

RECIFE (Reuters) - A julgar pelo excelente momento do goleiro da Costa Rica, Keylor Navas, tudo é possível na Copa do Mundo, disse o meio-campista Celso Borges depois que sua seleção chegou às quartas de final.

Borges, que conferiu o primeiro pênalti da vitória de 5 x 3 sobre a Grécia no domingo, elogiou Navas por sua espetacular defesa com uma mão para deter a cobrança de Theofanis Gekas, abrindo caminho para Michael Umana marcar e garantir a vitória.

“Acho que ele nasceu em Marte, Vênus, algo assim”, declarou um Borges encantado sobre o goleiro de 27 anos, que joga no espanhol Levante.

“Ele é fantástico, deu muito ao time. É um líder dentro e fora do campo”, disse ele aos repórteres após a classificação inédita dos costarriquenhos.

“Com as defesas dele sempre vamos ter uma segunda chance. Ele é uma ótima pessoa e merece tudo isso. Conheço ele há bastante tempo, ele é incrível”, acrescentou o meio-campista de 26 anos.

Borges disse que os jogadores estão cientes da reação na Costa Rica à sua vitória nos pênaltis depois do empate de 1 x 1 na prorrogação, mas ressaltou que ainda não absorveram totalmente o feito.

“Até chegarmos em casa, o que espero que não seja logo, não vamos nos dar conta do que fizemos”, afirmou. “Neste momento só pensamos em jogo, jogo, jogo, não temos tempo de pensar ‘olhe o que fizemos’. Não podemos nos acomodar”.

Enquanto seus conterrâneos comemoravam, os jogadores já voltavam a atenção para as quartas de final contra a Holanda no sábado em Salvador, e Borges está otimista com mais um resultado surpreendente.

“Por que não? É possível”, disse. “Se jogarmos assim, pode acontecer, mas se pensarmos que já fizemos o bastante, vamos perder – a Holanda não perdoa nada. Mas é um novo desafio, e é possível.”

 
Goleiro da Costa Rica Navas defende pênalti contra a Grécia.    REUTERS/Yves Herman