Suárez pede desculpas por morder Chiellini

segunda-feira, 30 de junho de 2014 15:53 BRT
 

RIO DE JANEIRO/MONTEVIDÉU (Reuters) - O atacante do Uruguai Luis Suárez finalmente pediu desculpas por morder o zagueiro da Itália Giorgio Chiellini, durante uma partida na Copa do Mundo, e prometeu que não voltará a fazer o mesmo.

Após inicialmente negar ter mordido Chiellini, Suárez emitiu um comunicado com palavras cuidadosamente escolhidas, nesta segunda-feira, admitindo sua agressão e expressando arrependimento.

"Após diversos dias em casa com minha família, eu tive a oportunidade de recuperar minha calma e refletir sobre o que aconteceu durante a partida Itália-Uruguai em 24 de junho", disse ele em uma declaração publicada em sua conta do Twitter.

"O certo é que meu colega de profissão Giorgio Chiellini sofreu no lance que teve comigo os efeitos físicos de uma mordida", publicou o jogador.

"Por isso: me arrependo profundamente; peço perdão a Giorgio Chiellini e a toda a família do futebol; me comprometo publicamente que nunca voltará a acontecer um incidente como este com minha intervenção", acrescentou Suárez.

O uruguaio mordeu o zagueiro italiano Giorgio Chiellini no ombro durante a última partida da fase de grupos, que o Uruguai venceu por 1 x 0.

Dois dias depois, a Fifa o puniu com nove partidas internacionais de suspensão, além de lhe proibir qualquer atividade relacionada com o futebol durante quatro meses.

O atacante do Liverpool deverá ainda pagar uma multa de 111 mil dólares. A Associação Uruguaia de Futebol declarou que apelará da punição da Fifa, porque viola direitos humanos de Suárez como indivíduo e trabalhador.

(Por Julian Linden e Malena Castaldi)

 
Uma pessoa tira foto de anúncio publicitário do atacante uruguio Luis Suárez em Copacabana, Rio de Janeiro.  26/6/2014.  REUTERS/Kai Pfaffenbach