Klinsmann critica escolha de árbitro para jogo contra Bélgica

segunda-feira, 30 de junho de 2014 18:40 BRT
 

Por Neil Maidment

SALVADOR (Reuters) - O técnico dos Estados Unidos, Jurgen Klinsmann, criticou a Fifa por escolher um árbitro argelino para apitar a partida pelas oitavas de final na terça-feira contra a Bélgica.

Os EUA marcaram nos últimos momentos do confronto contra a Argélia no Mundial da África do Sul há quatro anos, quando conseguiram a liderança do grupo à frente da Inglaterra, e Klinsmann disse que a escolha do argelino Djamel Haimoudi para o jogo no estádio Fonte Nova o deixava desconfortável.

“Se é uma boa sensação? Não”, disse o treinador a jornalistas nesta segunda-feira.

“Ele pode falar francês com os jogadores adversários em campo, e não com a gente, e é um país que derrotamos no último Mundial”, disse ele.

“Às vezes não entendo a Fifa. Sei que é difícil sempre escolher o árbitro certo para o jogo certo... damos o benefício da dúvida”, acrescentou. “Esperamos que não seja algo para se preocupar, sabemos que ele já apitou dois jogos muito bem. Esperamos que continue a apitar perfeitamente.”

O técnico da seleção da Bélgica, Marc Wilmots, minimizou o significado da escolha.

“Não acho que o árbitro está lá para falar, está para apitar”, disse ele em uma coletiva de imprensa. “Não vou me envolver em pendengas sobre juízes.”

Klinsmann disse que os EUA, que surpreenderam ao superar Portugal e Gana e se classificar atrás da Alemanha no Grupo G, esperam uma partida dura contra um bem cotado time belga, mas afirmou ter planos para anular jogadores como Eden Hazard.   Continuação...

 
Técnico da seleção dos EUA, Juergen Klinsmann (centro), durante treinamento em Salvador. 30/6/2014 REUTERS/Michael Dalder