CURTAS-Brasil não vai treinar no Castelão antes do jogo com a Colômbia

segunda-feira, 30 de junho de 2014 21:21 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS Rio de Janeiro (Reuters) - A seleção brasileira não vai realizar o tradicional treino de reconhecimento do gramado no estádio Castelão na quinta-feira, véspera da partida contra a Colômbia pelas quartas de final da Copa do Mundo, para que o gramado da arena seja preservado para a partida.

Na reta final da Copa do Mundo é normal a Fifa transferir os treinos das equipes nos estádios das partidas para resguardar o campo de jogo. A prática já foi adotada no jogo anterior da seleção, que não treinou no Mineirão antes da partida com o Chile, no sábado.

O treino do Brasil na véspera da partida contra a Colômbia será no estádio Presidente Vargas.

FELIPÃO REÚNE JORNALISTAS

O técnico Luiz Felipe Scolari e o coordenador Carlos Alberto Parreira reuniram seis jornalistas nesta segunda-feira numa parte restrita da área de imprensa da Granja Comary para conversar sobre a cobertura da Copa do Mundo, despertando a curiosidade de vários repórteres do lado de fora e levando a CBF a reforçar o isolamento do local.

O encontro aconteceu atrás do painel com os patrocinadores da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que serve de pano de fundo para as entrevistas coletivas. Para tentar impedir que a conversa fosse ouvida do outro lado da sala, um responsável pelo sistema de áudio das entrevistas testou insistentemente o equipamento, no mais alto volume.

Presentes à conversa disseram que Felipão e Parreira, ao lado do assistente-técnico Flávio Murtosa, reclamaram da cobertura da mídia sobre a seleção e citaram a polêmica entorno do pênalti sofrido por Fred na estreia contra a Croácia.   Continuação...