Polícia do Rio prende 11 suspeitos de venda irregular de ingressos

terça-feira, 1 de julho de 2014 16:17 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta terça-feira 11 pessoas, sendo duas em São Paulo, acusadas de vender ilegalmente ingressos para partidas da Copa do Mundo.

O grupo chegava a movimentar 1 milhão de reais por jogo e já havia atuado em quatro Copas do Mundo, de acordo com a assessoria de imprensa da polícia.

As investigações começaram um mês antes do início do torneio e continuam em andamento, podendo levar a mais prisões, acrescentou a polícia.

As prisões começaram ainda de madrugada em endereços nobres da capital fluminense, em bairros como Copacabana e Barra da Tijuca. Os envolvidos vão ser indiciados pelos crimes de cambismo, associação criminosa e lavagem de dinheiro.

De acordo com as investigações, os cambistas conseguiam bilhetes autênticos, distribuídos pela Fifa a patrocinadores e ONGs, assim como os bilhetes dados a jogadores de seleções que participam do Mundial, e os revendiam a preços acima dos praticados oficialmente.

Três empresas de turismo foram fechadas e as contas dos envolvidos foram bloqueadas. Foram apreendidos passaportes, dinheiro em espécie, dezenas de ingressos, celulares e máquinas para pagamento com cartão.

Tem sido comum a detenção em flagrante de pessoas tentando vender ingressos nos arredores dos estádios do Mundial, assim como em pontos turísticos das cidades-sede.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier, Felipe Pontes e Sérgio Spagnuolo)