"Deixamos a alma" no campo, afirma Di María após vitória argentina

terça-feira, 1 de julho de 2014 17:00 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O meia-atacante Ángel Di María disse que não foi o único herói da sofrida vitória da Argentina por 1 x 0 sobre a Suíça na prorrogação, nesta terça-feira, e garantiu que sua equipe "deixou a alma" no campo para avançar às quartas de final da Copa do Mundo.

"Não fui eu, os heróis somos os 23 jogadores e a comissão técnica. Demos a vida, deixamos a alma", afirmou o jogador do Real Madrid, autor do gol da vitória quando faltavam dois minutos para que o jogo fosse para a disputa dos pênaltis.

Nos minutos finais, a Suíça ainda acertou a trave com Dzemaili, e Shaqiri cobrou uma falta perigosa da entrada da área na barreira.

"Tentamos jogar sempre, cometemos só um erro no primeiro tempo que permitiu que eles chegassem mano a mano com (o goleiro Sergio) 'Chiquito' Romero. Foi uma vitória mais que merecida", completou Di María à televisão oficial após a partida em São Paulo.

O atacante dedicou o gol à mulher e à filha, que estão no Brasil o apoiando.

Para o confronto do próximo sábado em Brasília pelas quartas de final, o jogador afirmou que "é preciso seguir desta maneira, deixando a vida no campo".

A Argentina enfrentará o vencedor do duelo entre Estados Unidos e Bélgica.

(Por Marcelo Androetto)

 
Jogador da Argentina Ángel Di María celebra gol contra Suíça durante prorrogação, na Arena Corinthians, em São Paulo. 1/7/2014 REUTERS/Ivan Alvarado