Antes de duelo por protagonismo, Neymar sofre com dores e James Rodríguez vive auge

terça-feira, 1 de julho de 2014 17:36 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS Rio de Janeiro (Reuters) - Se antes do Mundial todas as expectativas estavam voltadas para um duelo Neymar x Messi numa possível final Brasil x Argentina, o grande desafio individual do principal jogador da seleção na Copa do Mundo foi antecipado para as quartas de final num momento complicado para o brasileiro, e o adversário responde pelo nome de James Rodríguez.

    Enquanto Neymar tenta se recuperar das pancadas levadas no jogo contra o Chile, o colombiano Rodríguez vive o auge da carreira justamente durante o Mundial.

    O encontro entre os dois jovens de 22 anos, em Fortaleza, na sexta-feira, será decisivo para o futuro de suas seleções, que dependem do talento de seus astros para prosseguir na Copa do Mundo. Os dribles e arrancadas de Neymar são a principal arma do Brasil, enquanto Rodríguez faz da habilidade e chute potente de perna esquerda os grandes trunfos da Colômbia.

    O camisa 10 brasileiro está com dores na coxa e no joelho, pode ser poupado de treinos e está em tratamento para o jogo contra a Colômbia, que, por outro lado, tem o seu 10 Rodríguez em alta após os dois gols marcados contra o Uruguai nas oitavas de final no Maracanã.

    Neymar foi o grande nome do Brasil na primeira fase da Copa do Mundo, com quatro gols marcados nos três primeiros jogos, mas não conseguiu repetir o bom desempenho no jogo das oitavas de final contra o Chile, no sábado, devido à forte marcação do time adversário.

    Ele chegou mancando ao centro de treinamento da seleção na segunda-feira e o médico da equipe, José Luiz Runco, adiantou que Neymar pode ser poupado de algumas atividades, apesar de garantir que o atacante não será preocupação para o jogo de sexta-feira em Fortaleza.

    Diante da falta de jogadas de ataque do Brasil quando Neymar não se destaca, a recuperação do jogador será fundamental para que a seleção brasileira consiga superar o obstáculo das quartas de final, onde foi eliminada nas duas últimas Copas do Mundo.

    "O Neymar é o nosso craque, jogador que na hora que a gente precisa dele realmente chama a responsabilidade", disse nesta terça-feira o volante Ramires em entrevista coletiva, na Granja Comary.   Continuação...

 
Neymar aguarda para cobrar o pênalti na partida contra o Chile no Mineirão, em Belo Horizonte. 28/6/2014.   REUTERS/Dylan Martinez