Jornalista argentina que cobria Mundial morre em acidente de carro em Minas

quarta-feira, 2 de julho de 2014 13:39 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A jornalista argentina María Soledad Fernández, de 26 anos, morreu em um acidente de carro na BR-381 perto da cidade de Oliveira (MG), enquanto viajava de São Paulo para Minas Gerais na madrugada desta quarta-feira, informou a Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais.

O carro em que viajava a jornalista e sua equipe, que veio de Buenos Aires para a cobertura da Copa do Mundo e seguia a seleção argentina, teria se chocado com outro veículo na altura do quilômetro 619 e caído numa ribanceira, mas as investigações continuam em andamento, informou a PRF.

A seleção da Argentina derrotou a Suíça por 1 x 0 na Arena Corinthians, em São Paulo, na terça-feira, e já retornou a Vespasiano, cidade na região metropolitana de Belo Horizonte onde fica o centro de treinamento do Atlético Mineiro, base dos argentinos no Brasil.

Os outros dois ocupantes do veículo, Fernando Javier Bruno, de 44 anos, e Juan Daniel Berazagueti, de 42 anos, foram levados conscientes para o Hospital Municipal de Betim (32 km de Belo Horizonte) apenas com ferimentos leves e continuam em observação, de acordo com a equipe médica.

María Soledad era filha de Miguel "Tití" Fernández, um famoso jornalista da TV argentino também conhecido no restante da América Latina.

A Associação de Futebol Argentina (AFA) lamentou a morte da jornalista. "O presidente da Associação de Futebol da Argentina, Sr. Julio Grondona... e a comunidade do futebol transmitem suas condolências ao jornalista Miguel Fernández", disse a AFA em comunicado.

(Reportagem de Felipe Pontes)