Alemanha não jogou bem e precisa melhorar, diz assistente técnico

quarta-feira, 2 de julho de 2014 18:55 BRT
 

Por Erik Kirschbaum

SANTO ANDRÉ (Reuters) - A Alemanha não jogou bem em alguns momentos da Copa do Mundo e as fraquezas do time estão sendo criticamente analisadas e discutidas internamente, disse o assistente técnico Andreas Koepke nesta quarta-feira.

"Obviamente nem tudo tem sido ideal até agora e estamos cientes disso", disse Koepke a repórteres quando questionado sobre as crescentes críticas sobre o sofrimento para vencer a Argélia, os Estados Unidos e Gana.

"E nós não enrolamos sobre isso em nossas discussões internas", acrescentou. "Essas coisas estão sendo discutidas internamente porque sabemos que se não tratarmos delas, claramente não vamos avançar mais."

Antes da partida da Alemanha contra a França pelas quartas de final no Rio de Janeiro, na sexta-feira, Koepke disse que havia ignorado críticas da imprensa.

"Acredite ou não, eu não leio qualquer jornal e isso é uma coisa boa", disse Koepke.

"Se eu falasse com cinco especialistas, eu teria cinco opiniões diferentes sobre qual deveria ser a escalação. Temos que decidir o que é melhor. Não podemos ser pressionados. Já temos pressão suficiente sobre nós."

Koepke, que acrescentou que os jogadores gostavam de ver na televisão imagens de um grande público os assistindo na Alemanha, disse que as críticas contra a equipe vinham principalmente do primeiro tempo ruim contra a Argélia.

"Eu acho que os comentários negativos sobre tudo estão sendo reduzidos ao nosso primeiro tempo contra a Argélia", disse sobre a partida vencida por 2 x 1 contra a Argélia na prorrogação, após não terem marcado gols no tempo regulamentar.

Koepke, goleiro da Alemanha no título do Campeonato Europeu de 1996, disse que todo time alemão que venceu um grande título participou de partidas ruins.

"Mesmo em 1990, todos acham que caminhamos sem problemas para a vitória da Copa do Mundo", disse. "Mas houve partidas no limite, partidas que não foram tão boas. E olha o que aconteceu."