Klinsmann buscará novos talentos para EUA após derrota na Copa

quinta-feira, 3 de julho de 2014 14:26 BRT
 

Por Simon Evans

SÃO PAULO (Reuters) - O técnico dos Estados Unidos, Juergen Klinsmann, diz que irá recorrer a jovens talentos depois que o seu time foi eliminado pela Bélgica nas oitavas de final da Copa do Mundo.

Os EUA perderam por 2 x 1 na prorrogação na terça-feira e, embora Klinsmann tenha elogiado o esforço e o espírito da sua equipe durante o torneio, seus pensamentos passaram agora a considerar como renovar o time com novos jogadores.

"Este ano de transição é definitivamente a oportunidade para trazer novos jogadores jovens e ver o que eles são capazes de fazer", disse o alemão em uma coletiva de imprensa de despedida na concentração da equipe na quarta-feira.

Klinsmann disse que ele discutiria com técnicos de base os potenciais candidatos para serem selecionados.

A seleção dos EUA na Copa teve vários jogadores que terão cerca de 35 anos até o próximo torneio.

O atacante Clint Dempsey, os meias Kyle Beckerman e Jermaine Jones e o lateral DaMarcus Beasley já têm mais de trinta anos, mas Klinsmann diz que, embora queira ver novos rostos no time, não será o caso de abandonar os veteranos.

"Não existe um 'obrigado e adeus', é sempre definido pelo desempenho que você traz à mesa", disse ele.

"Acho que o bom desse próximo ano é que teremos a oportunidade de ver jovens jogadores chegando à nossa plataforma no time principal. Podemos dar tempo para mostrar a eles onde estão."

"Aos jogadores veteranos, ou mais velhos, podemos dizer a eles que nos próximos meses, jogue em seu clubes. Conhecemos vocês bem, sabemos o que vocês podem acrescentar", acrescentou o técnico.

O ex-atacante e técnico da Alemanha disse querer conhecer novas opções realistas que ele tem disponível antes do campeonato da 0Concacaf do próximo ano, em junho, e que seria o momento da verdade para a geração mais velha.

 
Técnico dos Estados Unidos, Juergen Klinsmann, durante partida contra a Bélgica em Salvador. 01/07/2014. REUTERS/Yves Herman