Uruguai apresenta apelação à Fifa para reduzir pena de Suárez

quinta-feira, 3 de julho de 2014 19:40 BRT
 

MONTEVIDÉU (Reuters) - A Associação Uruguaia de Futebol (AUF) apresentou nesta quinta-feira uma apelação à punição aplicada pela Fifa contra o atacante Luis Suárez por morder o italiano Giorgio Chiellini durante uma partida na Copa do Mundo, por considerá-la desmedida, disseram representantes da entidade.

O documento, que procura reduzir a suspensão de nove partidas sem jogar pela seleção e uma proibição de participar de qualquer atividade relacionada a futebol por quatro meses, foi enviado dias depois de o jogador ter reconhecido seu erro e pedido desculpas.

"Hoje a AUF mandou a apelação à Fifa", disse à Reuters o secretário-geral da instituição, Alejandro Balbi.

A Fifa suspendeu o atacante pela infração cometida na partida entre Uruguai e Itália pelo Grupo D, impondo a sanção mais severa de sua história contra um jogador em Copa, devido à falta de arrependimento demonstrada por ele.

"Ao impor uma pena tão grande, o que pretendemos fundamentalmente é que seja reduzida", disse o presidente da AUF, Wilmar Valdéz.

O dirigente acrescentou que Suárez também apresentou uma apelação de sua parte.

"São dois documentos separados... logicamente os advogados de Suárez... se focaram mais em baixar a suspensão do tema dos meses, e nós do tema das partidas, que é o que nos prejudica para as próximas competições", explicou.

A atual sanção impede que Suárez dispute pela seleção uruguaia a Copa América de 2015, e também o começo do Campeonato Inglês e da Liga dos Campeões por seu clube, o Liverpool.

(Por Irene Schreiber)

 
Suárez reage após morder o italiano Chiellini em jogo da Copa do Mundo no dia 24 de junho.   REUTERS/Tony Gentile