July 4, 2014 / 5:08 PM / in 3 years

Holanda se prepara para evitar nova surpresa da Costa Rica no Mundial

3 Min, DE LEITURA

Holandeses acenam durante treino em 30 de junho.Ricardo Moraes

SALVADOR (Reuters) - A seleção holandesa chega como clara favorita na partida de sábado contra a Costa Rica pelas quartas de final da Copa, mas não se dá por vitoriosa frente a um rival que é sem dúvida a maior surpresa do torneio, após ter deixado pelo caminho três campeões do mundo.

Depois de ter finalizado a fase de grupos à frente de Inglaterra, Itália e Uruguai pelo Grupo D, a Costa Rica busca ser o primeiro representante da Concacaf --confederação dos países da América do Norte, Central e Caribe-- a alcançar as semifinais de um Mundial desde 1930, quando os Estados Unidos conseguiram chegar lá na primeira edição do torneio.

A Costa Rica mostrou uma solidez invejável na defesa, mas o treinador Jorge Luis Pinto espera que seus atacantes melhorem a pontaria contra a Holanda.

"Nos falta um pouco mais na parte ofensiva. Mais desequilíbrio (ao adversário), mais pegada. Temos feito alguns gols, mas nos falta um pouco mais de ataque", disse Pinto na quinta-feira em entrevista à Reuters.

A Holanda conseguiu uma sofrida vitória sobre o México nas oitavas de final, após ter feito dois gols no fim do jogo.

O atacante holandês Arjen Robben disse que a equipe não deve subestimar seu próximo rival, em partida na Arena Fonte Nova, em Salvador.

"A Costa Rica tem uma equipe muito boa, já demonstraram isso", disse Robben ao site da Fifa.

"Foram muito impressionantes, temos que nos preparar muito bem se quisermos ganhar", acrescentou.

Robben, Wesley Sneijder e o capitão Robin van Persie formam um temível trio e já demonstraram sua valiosa experiência ao não entrar em pânico apesar de terem ficado muito perto de uma eliminação frente ao México.

"A Holanda é uma prova linda para constatar que temos a melhor defesa do Mundial. Poderíamos dizer que se em quatro partidas tomamos um gol com bola em jogo e um de pênalti, me parece uma amostra de que o trabalho da equipe é muito bom", disse Pinto à Reuters.

De todo jeito, qualquer possibilidade de a seleção costarriquenha dar continuidade à sua campanha frente à Holanda está nos pés dos talentosos Joel Campbell e Bryan Ruiz.

"Bryan é muito rápido e incisivo, vamos ter que ficar muito atentos a ele", disse a jornalistas o defensor holandês Ron Vlaar.

Reportagem adicional de Javier Leira em Santos

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below