Zagueiros marcam, Brasil vence Colômbia por 2 x 1 e pega Alemanha na semifinal

sexta-feira, 4 de julho de 2014 18:59 BRT
 

FORTALEZA (Reuters) - Em dia de pouco brilho do astro brasileiro Neymar, os zagueiros da seleção brasileira apareceram para marcar gols nesta sexta-feira e garantir a vitória por 2 x 1 sobre a Colômbia e uma vaga na semifinal da Copa do Mundo, quando o Brasil terá a Alemanha, derrotada na final da Copa de 2002, pela frente.

Defendendo uma invencibilidade de 13 jogos, a última derrota foi em agosto do ano passado em amistoso contra a Suíça, a seleção começou a partida dando sinais de ter deixado para trás as dificuldades enfrentadas contra o Chile e, assim como na Copa das Confederações de 2013, começou pressionando o adversário e logo abriu o placar.

Aos sete minutos, Neymar cobrou escanteio da esquerda, a bola passou por toda a defesa colombiana e sobrou na segunda trave para Thiago Silva, livre de marcação, abrir o placar no Castelão, em Fortaleza.

A Colômbia respondeu três minutos mais tarde com um disparo de fora da área de Guardado que passou à direita e levou perigo ao gol de Julio Cesar.

Mas foi o Brasil que teve as melhores chances da primeira etapa, com dois chutes fortes de Hulk que obrigou o goleiro Ospina a duas boas defesas para garantir o placar de 1 x 0 ao término do primeiro tempo.

A Colômbia começou o segundo tempo com mais posse de bola, mas sem levar perigo ao gol de Julio Cesar e reclamando em quase todo lance com o árbitro espanhol Carlos Velasco.

Mas foi Thiago Silva quem levou o primeiro cartão amarelo do jogo em um lance infantil que o deixará de fora da semifinal contra a Alemanha.

Aos 19 minutos ele atrapalhou a reposição de bola do goleiro colombiano Ospina e depois empurrou a bola para o fundo do gol, sendo advertido pelo árbitro.

Cinco minutos depois, no entanto, David Luiz, companheiro de zaga de Thiago Silva e apontado pela Fifa como melhor jogador da Copa até aqui, fez o segundo em bela cobrança de falta.   Continuação...

 
David Luiz comemora gol marcado contra a Colômbia em Fortaleza. 04/07/2014.  REUTERS/Marcelo Del Pozo