Colombiano James Rodríguez se despede da Copa ao prantos, mas com orgulho

sexta-feira, 4 de julho de 2014 22:08 BRT
 

Por Elzio Barreto

FORTALEZA (Reuters) - O jogador James Rodríguez disse nesta sexta-feira que o árbitro Carlos Velasco Carballo "não ajudou" a Colômbia na arrasadora derrota de 2 x 1 para o anfitrião Brasil, mas o maior artilheiro do torneio está orgulhoso da sua seleção que chegou às quartas de final da Copa do Mundo pela primeira vez.

"Estou chorando porque demos tudo. Infelizmente, o árbitro não ajudou muito. O Brasil é um bom time, mas demos tudo, então estamos tranquilos. Queríamos continuar, mas saímos de cabeça erguida. Obrigado, Colômbia”, disse Rodríguez, até agora o artilheiro do Mundial com seis gols.

"Realizamos o sonho que tínhamos... É uma pena termos que ir embora."

O Brasil, que vencia por 2 x 0 após a incrível cobrança de falta do zagueiro David Luiz no segundo tempo, parecia já estar a caminho da semifinal.

Mas a Colômbia, que encantou com o seu futebol ofensivo e sua atitude descontraída, voltou com força e marcou da marca do pênalti depois que o goleiro Júlio César derrubou Carlos Bacca.

Rodríguez assumiu a responsabilidade da cobrança, conferindo seu sexto gol no Mundial – sexto e último depois que o Brasil garantiu a vitória e eliminou a Colômbia.

Muitos observadores acharam que Rodríguez não foi protegido o suficiente depois das várias faltas que sofreu e questionaram a decisão do árbitro espanhol de dar um cartão amarelo, e não vermelho, ao goleiro brasileiro.

Rodríguez, que chegou a ofuscar até Neymar com seu futebol vibrante e sua atitude positiva, disse estar orgulhoso da sua equipe.   Continuação...

 
Os brasileiros Dani Alves (esquerda) e David Luiz (direita) consolam o colombiano James Rodríguez depois que Brasil eliminou a Colômbia nas quartas de final da Copa do Mundo, em Fortaleza, nesta sexta-feira. 04/07/2014 REUTERS/Jorge Silva