Dilma expressa apoio a Neymar e volta a pedir união por seleção

sexta-feira, 4 de julho de 2014 22:49 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff se manifestou sobre a contusão do atacante Neymar, que tirou o principal jogador da seleção brasileira do Mundial, e pediu que a população se una em torno da seleção brasileira, que nesta sexta-feira assegurou vaga nas semifinais da Copa do Mundo.

"Como todos os brasileiros, sou solidária a Neymar. Força Neymar", escreveu a presidente no Twitter. "Todo o nosso apoio a Neymar", repetiu.

Neymar deixou o campo de maca e chorando muito no segundo tempo da vitória por 2 x 1 do Brasil sobre a Colômbia, em Fortaleza, depois de levar uma joelhada nas costas do colombiano Zuñiga.

Ele foi levado a um hospital da capital cearense, onde foi detectada a fratura e dado o diagnóstico que o tira da Copa do Mundo.

"É hora de união em torno da seleção brasileira de Felipão e Parreira. Vai, Brasil", acrescentou Dilma, se referindo ao técnico da seleção Luiz Felipe Scolari e ao coordenador técnico Carlos Alberto Parreira.

(Por Eduardo Simões)