Em carta, Dilma diz que dor de Neymar feriu coração de todos os brasileiros

sábado, 5 de julho de 2014 13:16 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff enviou neste sábado uma carta ao atacante Neymar e uma outra aos jogadores e à comissão técnica da seleção brasileira e, ao se dirigir ao astro brasileiro, disse que seu coração ficou ferido ao ver a expressão de dor do jogador durante a partida contra a Colômbia, na sexta-feira.

Neymar levou uma joelhada nas costas do colombiano Zuñiga na vitória do Brasil por 2 x 1 e fraturou uma vértebra lombar, lesão que o deixou de fora do restante do Mundial.

"Querido Neymar. Sua face de dor ontem (sexta-feira) no gramado do Castelão feriu o meu coração e o de todos os brasileiros e brasileiras", escreveu Dilma na carta endereçada ao atacante do Barcelona.

"Mas o que vimos, também, foi a força descomunal de um grande guerreiro que não se deixa abalar, mesmo que ferido", acrescentou a presidente, que disse que Neymar "já deixou sua marca insuperável na batalha vitoriosa que trava a nossa seleção".

Na carta endereçada aos demais jogadores da seleção e à comissão técnica, Dilma disse que o "talento, garra, espírito de luta e capacidade de superação" vão ajudar a compensar o desfalque de Neymar no restante da Copa.

"Todo o Brasil já se sente vitorioso, porque além de estarmos realizando a Copa das Copas, temos a mais linda e aguerrida seleção da disputa", escreveu a presidente, se declarando "fã número um" da seleção.

Dilma tem usado seus discursos em aparições públicas para exaltar a organização da Copa do Mundo, após a onda de manifestações populares em grandes cidades do país no ano passado.

A seleção volta a campo na terça-feira, em Belo Horizonte, contra a Alemanha, pela semifinal da Copa, sem Neymar e também sem Thiago Silva, que levou o segundo cartão amarelo na partida contra a Colômbia e terá de cumprir suspensão.

(Por Eduardo Simões)

 
Presidente Dilma Rousseff durante recepção da chanceler alemã Angela Merkel, em Brasília. 16/07/2014. REUTERS/Ueslei Marcelino