Ronaldo critica "entrada maldosa" que tirou Neymar do Mundial

sábado, 5 de julho de 2014 20:44 BRT
 

Por Mike Collett

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-atacante da seleção brasileira Ronaldo acusou o colombiano Camilo Zúñiga de dar uma "entrada maldosa, violenta" em Neymar que o tirou da Copa do Mundo, e disse neste sábado que é favorável a punições mais duras contra jogadas violentas.

Ronaldo falou na coletiva de imprensa da Fifa ao lado dos ex-capitães Lothar Matthaeus, da Alemanha, e Fabio Cannavaro, da Itália, e criticou a falta de Zúñiga mesmo em meio ao clima de rivalidade bem humorada na véspera da semifinal entre brasileiros e alemães na terça-feira.

“Foi uma entrada muito violenta e irregular”, afirmou Ronaldo.

"Todos nós temos que lutar para que o futebol tenha fair play. Que haja punição aos violentos. Sou a favor de punições rigorosas a jogadores violentos.”

“Foi uma entrada maldosa”, acrescentou.

Zúñiga fraturou a terceira vértebra lombar de Neymar quando chegou correndo por trás do atacante e deu uma joelhada em suas costas.

Ronaldo ainda disse que, embora a qualidade da arbitragem na Copa esteja sendo boa no geral, o desempenho do árbitro espanhol Carlos Velasco Carballo na disputa de quartas de final, na qual o Brasil derrotou a Colômbia por 2 x 1, não o impressionou.

“O árbitro perdeu a autoridade no campo”, afirmou Ronaldo, mesmo discordando dos comentários do técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, que depois da partida declarou ter achado que os colombianos “caçaram” Neymar.   Continuação...

 
Neymar grita de dor após joelhada nas costas dada por colombiano Zuñiga. 05/07/2014. REUTERS/Stefano Rellandini