"Maravilhosa" Costa Rica se despede da Copa com orgulho, diz treinador

domingo, 6 de julho de 2014 14:40 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Costa Rica conquistou "coisas maravilhosas" nessa Copa do Mundo e pode se orgulhar de ter se despedido da competição com apenas dois gols sofridos e de forma invicta, disse o treinador Jorge Luis Pinto neste sábado.

"Durante esta Copa do Mundo, fizemos várias coisas lindas que muitas pessoas duvidaram que iríamos conseguir. Coisas maravilhosas", afirmou ele depois da disputa de pênaltis vencida pela Holanda por 4 x 3, após empate em 0 x 0 nos 120 minutos de jogo, que determinou a eliminação dos costarriquenhos, nas quartas de final da Copa.

"Jogamos contra grandes forças do futebol e deixamos o torneio sem perder. É incrível. Jogamos cinco partidas e sofremos apenas dois gols, sendo um de pênalti."

A Costa Rica foi uma das revelações do Mundial, ao vencer o Uruguai e a Itália e empatar com a Inglaterra a fase de grupos e, assim, alcançar a fase mata-mata pela segunda vez na história.

Nas oitavas, venceu a Grécia na disputa de pênaltis e segurou a Holanda no 0 x 0 por duas horas em Salvador.

"A Holanda tem um time muito forte, internacionalmente reconhecido. Mas provamos que estamos no mesmo nível deles", disse Pinto.

"Eles têm jogadores que estiveram na última Euro e em edições anteriores da Copa do Mundo e que competem em grandes ligas."

"Acho que deixamos uma imagem bastante positiva e digna do futebol da Costa Rica."

Perguntado sobre a surpreendente decisão dos holandeses de trocar o goleiro Cillessen por Tim Krul antes da disputa por pênaltis, Pinto disse que não ficou impressionado.   Continuação...

 
Jogadores da Costa Rica durante cobrança de pênaltis contra a Holanda, na Arena Fonte Nova, em Salvador. 5/7/2014 REUTERS/Sergio Moraes