Alcance de Krul e estudo do adversário levaram à vitória da Holanda, diz técnico

domingo, 6 de julho de 2014 15:14 BRT
 

SALVADOR (Reuters) - O treinador da Holanda Louis van Gaal afirmou que a vitória de sua seleção nas quartas de final da Copa do Mundo após disputa de pênaltis foi resultado direto do longo alcance do goleiro reserva Tim Krul e de um minucioso estudo da última partida da Costa Rica, que também foi decidida nas penalidades.

O goleiro titular Jasper Cillessen, substituído por Krul pouco antes do fim da prorrogação, não foi informado do plano para não se distrair durante a partida, revelou Van Gaal, satisfeito com sua manobra nada ortodoxa.

"Nós já sabíamos de tudo", disse o treinador aos jornalistas no sábado, depois que a Holanda eliminou a Costa Rica por 4 x 3 nos pênaltis, com o 0 x 0 mantido durante 120 minutos.

"Todo mundo no elenco tem determinadas qualidades, e nem sempre elas se sobressaem. Nós achamos que, entre os goleiros, Tim Krul seria a melhor opção para defender pênaltis porque ele tem um alcance maior e porque nós assistimos à disputa por pênaltis do último jogo da Costa Rica."

"Nós estudamos as batidas deles e você pode ver que Krul sempre pulou no lado certo. Estou orgulhoso que esse esforço não foi em vão. Eu não contei a Jasper Cillessen sobre nossas intenções antes da partida, porque eu não queria que ele se distraísse."

Até então, a Holanda havia vencido apenas uma em cinco disputas de pênalti em grandes torneios.

O gigante Krul mergulhou para o lado esquerdo e defendeu as cobranças de Michael Umaña e do capitão Bryan Ruiz, ao passo que os holandeses acertaram todas as quatro cobranças que tiveram.

Na partida anterior, a Costa Rica havia acertado os cinco pênaltis que teve para despachar a Grécia e se classificar para as quartas.

(Por Mark Gleeson)

 
Goleiro holandês Tim Krul salva pênalti contra Michael Umaña, da Costa Rica, na Arena Fonte Nova, em Salvador. 5/7/2014 REUTERS/Ruben Sprich