Thiago Silva chama de "covarde" entrada que tirou Neymar do Mundial

segunda-feira, 7 de julho de 2014 18:44 BRT
 

Por Tatiana Ramil

BELO HORIZONTE (Reuters) - O zagueiro e capitão da seleção brasileira, Thiago Silva, classificou nesta segunda-feira de "covarde" a entrada do colombiano Juan Camilo Zúñiga no atacante Neymar, que causou a fratura do astro brasileiro e o tirou do restante do Mundial.

Em entrevista coletiva antes da semifinal contra a Alemanha, em Belo Horizonte, o capitão brasileiro, que desfalcará a equipe contra os alemães por estar suspenso, disse que a joelhada de Zúñiga nas costas de Neymar não é um lance normal de jogo.

"Ele (Neymar) queria estar aqui neste momento, mas foi tirado de uma Copa do Mundo por uma entrada, no meu modo de ver, um pouco covarde", disse o capitão.

"As pessoas entendem que foi um lance normal, mas lance normal não foi. Eu que sou zagueiro, teoricamente eu sei como marcar, e aquele tipo de marcação não existe. Não tem como você passar o joelho por dentro de um jogador e pegar a bola na frente. A não ser que você esteja com um pensamento de querer atingir de prejudicar uma certa situação."

Em sua conta no Instagram, Zúñiga disse lamentar "de maneira profunda" a lesão que tirou Neymar da Copa, mas disse que o lance foi uma jogada normal e que não teve maldade ou imprudência no lance.

Nesta segunda, o Comitê Disciplinar da Fifa decidiu não punir o atleta colombiano, alegando que o lance não passou despercebido pelo árbitro espanhol Carlos Velasco e que, portanto, o órgão disciplinar não poderia agir no caso.

Velasco, que deu a lei da vantagem no lance e não marcou falta, não advertiu Zúñiga sequer com o cartão amarelo e foi um dos escolhidos pela Fifa nesta segunda como um dos 15 árbitros que seguem à disposição para apitar jogos do Mundial.

Thiago Silva também comentou o cartão amarelo que recebeu de Velasco durante a vitória de 2 x 1 sobre a Colômbia e disse não ter tido a intenção de atrapalhar a reposição de bola do goleiro colombiano David Ospina.   Continuação...

 
Thiago Silva participa de entrevista coletiva no estádio Mineirão. 7/7/2014. REUTERS/David Gray