Quarta substituição seria boa opção aos técnicos, diz alemão Loew

segunda-feira, 7 de julho de 2014 20:49 BRT
 

BELO HORIZONTE (Reuters) - Ter uma quarta substituição na prorrogação durante a fase de mata-mata da Copa do Mundo seria bem recebido pelos técnicos, especialmente quando os times têm que disputar sucessivas partidas que duram 120 minutos, disse o técnico alemão Joachim Loew nesta segunda-feira.

Loew disse que os jogadores sentem o impacto após uma longa temporada e o Mundial de um mês no Brasil, com as partidas que começam no início da tarde sendo mais um fator de fadiga para os atletas.

“Valeria a pena considerar isso, refletir se nós tivéssemos a chance como treinador de colocar um quarto jogador, especialmente após as oitavas de final, se você tiver muitas prorrogações para jogar”, disse ele a jornalistas.

A Alemanha, que enfrenta o Brasil na semifinal de terça-feira em Belo Horizonte, precisou de 120 minutos para passar pela Argélia nas oitavas, mas em seguida conseguiu superar a França por 1 x 0 no tempo normal.

Três das cinco partidas disputadas pelos alemães começaram às 13h.

“Especialmente após uma temporada longa, é uma possibilidade interessante e uma ideia interessante. Pontapé inicial às 13h é difícil, você sente a exaustão dos jogadores depois. Para um técnico e o time, seria mais uma opção”, disse ele.

O início das partidas no Brasil foram adiantados para acomodar a audiência global, especialmente o espectadores na Europa.

A Fifa propôs a quarta substituição à International Football Association Board (órgão que regula o futebol mundial) há dois anos, mas não conseguiu vencer a votação por uma maioria de 75 por cento, necessária para transformar a proposta em lei.

(Reportagem de Karolos Grohmann)

 
Técnico da Alemanha, Joachim Loew, durante treino em Belo Horizonte. 07/07/2014.   REUTERS/Leonhard Foeger