Felipão diz ainda não saber explicar "pane geral" e defende entrada de Bernard

quarta-feira, 9 de julho de 2014 18:35 BRT
 

Por Pedro Fonseca

TERESÓPOLIS Rio de Janeiro (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari disse nesta quarta-feira que ainda não sabe explicar a "pane geral" que tomou conta da seleção brasileira e levou à derrota por 7 x 1 contra a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo, e defendeu a escolha por Bernard como substituto de Neymar, apesar dos erros de marcação da equipe.

    A "pane" aconteceu em um período de seis minutos no primeiro tempo da partida, durante o qual o Brasil tomou quatro gols dos alemães e se viu perdendo por 5 x 0 com menos de 30 minutos de jogo no estádio do Mineirão.

    Quase 24 horas depois da partida, o técnico disse que ainda não sabe o que aconteceu com um time que até então tinha como pior derrota numa Copa do Mundo o 3 x 0 sofrido contra a França na final de 1998.

    "Se eu pudesse responder com consciência o que aconteceu naqueles 6 minutos eu responderia, mas eu também não sei. É inimaginável", disse o treinador em entrevista coletiva no centro de treinamento da Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

    "A pane também foi da comissão técnica, do torcedor, foi geral, ninguém se entendia, e a equipe da Alemanha, que é boa, aproveitou a oportunidade", afirmou Felipão ao lado de seis membros de sua comissão técnica, incluindo o coordenador Carlos Alberto Parreira.

    "Não tenho como explicar, não vou justificar. Aconteceu um erro e esse erro foi fatal. Podíamos perder por 1 ou por 2, mas perdemos de uma forma que nunca havíamos perdido antes na história do futebol brasileiro", acrescentou.

    A derrota diante da Alemanha, a pior da seleção brasileira em 100 anos de história, enterrou a busca do Brasil pelo primeiro título da Copa do Mundo em casa, em sua segunda tentativa. Em 1950, o Brasil perdeu a final para o Uruguai no Maracanã, resultado que era apontado como o maior fracasso do futebol brasileiro.

    Entre os campeões do mundo que realizaram a Copa duas vezes, o Brasil é o único que jamais conquistou o título diante de sua torcida.   Continuação...

 
Técnico da seleção brasileira Luiz Felipe Scolari em coletiva de imprensa na Granja Comary, em Teresópolis. 9/7/2014 REUTERS/Marcelo Regua