Alemanha é um “obstáculo dificílimo”, diz técnico da Argentina

quinta-feira, 10 de julho de 2014 09:58 BRT
 

Por Javier Leira

SÃO PAULO (Reuters) - A seleção argentina deverá ter muito cuidado na final da Copa do Mundo para controlar o poderio tático da Alemanha, disse o treinador Alejandro Sabella, que destacou que o time europeu é um rival para se temer.

A Argentina venceu a Holanda na quarta-feira por pênaltis após empatar em 0 x 0 no tempo regulamentar e na prorrogação, e definirá o campeonato no domingo contra a Alemanha, que na terça-feira arrasou o Brasil por 7 x 1, em uma atuação histórica.

“A Alemanha é o (time) que melhor ocupa os espaços”, disse Sabella em coletiva de imprensa. “'É preciso ter gente com capacidade de chegar ao gol e definir, não há necessidade de que seja um atacante."

O técnico disse que o último desafio que resta à equipe é de extrema dificuldade.

“A Alemanha é um obstáculo dificílimo. Eles jogaram um dia antes e definiram a partida nos primeiros 45 minutos. Nós não pudemos controlar nem um minuto, tivemos que gastar até a última gota de suor e de esforço”, destacou.

“Temos um dia de descanso a menos… é preciso descansar e se recuperar”, acrescentou o treinador de 59 anos.

Tal como havia feito antes do torneio, Sabella voltou a fazer elogios à equipe do treinador Joachim Loew.

“Tenho grande admiração por dois países no futebol, Brasil e Alemanha. A Alemanha, ao longo de toda sua história, mostrou grande poderio físico e tático, e uma grande força mental."

"É um país de primeiro mundo que sabe o que é trabalhar a médio e longo prazo, o trabalho em equipe. Domingo será uma partida absolutamente difícil”, ressaltou Sabella.

 
Técnico da Argentina, Alejandro Sabella, durante a semifinal contra a Alemanha, na Arena Corinthians, em São Paulo. 9/06/2014. REUTERS/Dominic Ebenbichler