Neymar chora e diz que "não aceita" entrada de colombiano

quinta-feira, 10 de julho de 2014 18:51 BRT
 

TERESÓPOLIS Rio de Janeiro (Reuters) - O atacante Neymar afirmou que não aceita a joelhada nas costas que o deixou de fora da Copa do Mundo e, chorando, disse que poderia estar de cadeira de rodas.

"Deus me abençoou naquele lance. Se fosse dois centímetros para dentro, eu hoje poderia estar de cadeira de rodas", disse ele, interrompendo a frase com um choro, durante entrevista coletiva na Granja Comary nesta quinta-feira.

"Foi um lance que eu não concordo, não aceito, não vou falar que ele veio na maldade, foi desleal, porque não estou na cabeça dele para saber disso. Mas não é uma entrada normal, quando você quer fazer uma falta, você chuta o tornozelo, segura, empurra, mas a forma que ele veio, não é de situação de jogo, não tem como", completou.

Neymar levou uma joelhada nas costas do colombiano Camilo Zúñiga na partida de quartas de final da Copa do Mundo, fraturou uma vértebra e ficou de fora da competição.

O atacante do Barcelona disse que o jogador colombiano ligou para ele e que o desculparia pelo lance.

"Eu desculparia sim, não tenho rancor, não sinto ódio... Ele me ligou pedindo desculpas e falando um bocado de coisa legal. Desejo que ele tenha sucesso", afirmou.

(Reportagem de Pedro Fonseca)

 
Neymar visita Granja Comary, em Teresópolis, no Rio de Janeiro. 10/07/2014. REUTERS/Stringer/Brazil