Latino-americanos se mostram relutantes em torcer para a Argentina

sexta-feira, 11 de julho de 2014 18:08 BRT
 

Por Alexandra Ulmer

SANTIAGO (Reuters) - Embora a Argentina carregue a última esperança da América Latina conquistar o troféu da Copa do Mundo, muitos na região estão rejeitando o prospecto de ver seu “insuportável” vizinho emplacar o maior triunfo do futebol.

A região, obcecada por futebol, encontra-se dividida antes da decisão de domingo contra a Alemanha no Maracanã. Enquanto a lealdade latino-americana parece apresentar uma leve vantagem, um número significativo de torcedores também se diz incapaz de engolir uma vitória argentina.

“Eu não quero os argentinos se gabando sobre como são campeões, que venceram no Brasil, seu maior rival, e que conseguiram um troféu a mais que a gente”, disse Alberto Scaglia, de 44 anos, um lojista em Montevidéu.

“Eu estaria feliz pela América do Sul estar na final, com a exceção da Argentina”, acrescentou Scaglia, que irá torcer para a Alemanha.

A Argentina, cuja parte significativa da população possui descendência europeia e nos anos 1930 foi um dos países mais ricos do mundo, possui uma reputação de arrogância na maior parte do restante da América Latina, com um passado mais pobre e população mais miscigenada.

“Se os argentinos vencerem, ele vão ficar insuportáveis”, disse Juan Carlos Chavez, de 37 anos, um publicitário de Bogotá, na Colômbia. “Eles têm um papa, a rainha da Holanda –eles não podem ter a Copa também!”, disse ele, fazendo referência ao papa Francisco, o primeiro papa latino-americano, e à rainha Máxima dos Países Baixos, nascida na Argentina.

A bem da verdade, muitos na América Latina hispânica, que compartilham língua, história e referências culturais, dizem que vão torcer pela Argentina, como se trata de um primo do qual você discorda, mas que permanece parte da família no fim.

“Eles são arrogantes, são convencidos, são tudo isso, mas são latino-americanos”, disse Elizabeth Solar, uma aposentada de 61 anos que vive em Santiago, no Chile.   Continuação...