11 de Julho de 2014 / às 21:49 / em 3 anos

Alemanha deve manter fórmula vitoriosa para final contra a Argentina

Seleção da Alemanha participa de treino em Santo André (BA). 10/7/2014 REUTERS/Arnd Wiegmann (BRAZIL - Tags: SOCCER SPORT WORLD CUP)

RIO DE JANEIRO (Reuters) - É difícil imaginar o técnico da Alemanha, Joachim Loew, fazendo mudanças no time que arrasou o Brasil por 7 x 1 na semifinal da Copa do Mundo ao escalar a equipe para a final no domingo contra a Argentina, após ter passado a maior parte do torneio fazendo ajustes para encontrar a sintonia perfeita.

Levaram anos para o treinador finalmente reunir uma equipe que pudesse seriamente disputar um título, e ele ainda precisou dos primeiros jogos do Mundial para organizar os jogadores antes de se contentar com aquela que pode ser considerada a equipe alemã mais poderosa das últimas décadas.

A defesa da Alemanha há muito tem sido o calcanhar de Aquiles do time sob comando de Loew, que gosta de equipes ofensivas, e ele falhou em encontrar uma boa dupla de zaga, optando em vez disso por fazer um rodízio de parceiros em torno de Per Metersacker.

Foi somente após ele desistir do zagueiro alto, porém lento, em prol de uma parceria mais versátil entre Jérôme Boateng e Mats Hummels, que os alemães finalmente pareceram mais sólidos atrás.

Foi preciso quatro partidas no Mundial para Loew se convencer de que Boateng, um zagueiro central no Bayern de Munique, não era a melhor escolha para a lateral-direita, enquanto Philipp Lahm estava deslocado pelo meio.

O retorno de seu capitão à lateral-direita, posição em que o próprio Loew jogou por um década, e de Boateng à sua posição natural no centro da defesa mostraram-se fundamentais para a vitória por 1 x 0 contra a França nas quartas de final, e o ajuste permaneceu inalterado para a semifinal.

PARCERIA PERFEITA

Hummels e Boateng devem manter suas posições contra a Argentina, já que parecem ser a escolha certa para fechar o caminho de Lionel Messi pelo meio. Lahm à direita e Benedikt Hoewedes à esquerda também têm tudo para entrarem como titulares.

Bastian Schwainsteiger e Sami Khedira vão formar uma segunda linha de defesa como volantes, com ambos tendo recuperado a forma que os fizeram peças inestimáveis durante a campanha de 2010.

Schweinsteiger encontra-se em seu auge físico após uma temporada assolada por lesões, e Khedira, afastado por seis meses com uma lesão nos ligamentos, mostrou contra o Brasil que está plenamente recuperado.

O meio-campo alemão é inconcebível sem o artilheiro Thomas Mueller ou Toni Kroos, ambos jogando o melhor torneio de suas vidas e desempenhando uma impecável troca de passes.

O meio deve ser completado por Mesut Ozil, jogador que melhorou ao longo do torneio e afastou as críticas dos torcedores alemães, para quem ele nunca havia recuperado a forma que o havia alçado ao status de querido da nação em 2010.

É verdade que Ozil tem demonstrado apenas relances de suas mais do que provadas capacidades, mas Loew se ateve a ele por todo o torneio e seria uma surpresa se o retirasse agora, no momento em que uma assistência ou cobrança de falta feitas por ele têm o potencial de decidir um jogo.

Embora Ozil tenha marcado apenas um gol, enquanto seu substituto à esquerda Andre Schuerrle tenha convertido três tentos, Loew deve manter na final a opção por uma maior posse de bola no lugar de velocidade.

O experiente Miroslav Klose, de 36 anos, deve novamente liderar o ataque, como tem feito desde as quartas-de-final. Entrar em campo na final, no que pode ser sua última partida pela Alemanha, e encerrar sua carreira na seleção erguendo troféu de campeão seria a sagração máxima para o jogador.

O goleiro Manuel Neuer vai prover a segurança necessária no gol, tendo jogado um Mundial sem nenhuma falha grave até o momento.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below