12 de Julho de 2014 / às 19:03 / 3 anos atrás

Argentina é muito mais que só Messi, afirma Loew

Germany's coach Joachim Loew listens to a question during a news conference at the Maracana stadium in Rio de Janeiro July 12, 2014, ahead of their 2014 World Cup Final soccer match against the Argentina on Sunday.Dylan Martinez (BRAZIL - Tags: SOCCER SPORT WORLD CUP)

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A estrela Lionel Messi, já eleito melhor jogador do mundo por quatro vezes, não é o único trunfo da Argentina, afirmou neste sábado o técnico da Alemanha, Joachim Loew, na véspera da final da Copa do Mundo.

Os argentinos precisaram da habilidade e dos gols do talismã Messi para chegar à final no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, mas Loew apontou que seria um erro enxergar essa seleção como uma equipe centrada em Messi.

"Esse time não é só Messi, e se você pensar isso então está cometendo um erro", disse Loew, que mira o primeiro título mundial da Alemanha em 24 anos, a jornalistas neste sábado.

"Eles têm outros poderosos atacantes como Sergio Aguero, Ángel Di María. Este time não vive somente de Messi. Eles têm uma organização boa, compacta, melhor do que em 2010."

O capitão da seleção argentina já marcou quatro vezes no Mundial e armou mais uma jogada de gol na campanha de sua equipe finalista pela primeira vez desde 1990, quando eles perderam para a Alemanha Ocidental.

Os alemães também eliminaram os argentinos nas últimas duas edições do Mundial, em 2006 e 2010, ambas as vezes na fase de quartas de final.

"É claro, Messi pode ser decisivo, mas é uma equipe muito mais organizada, e com certeza será uma final muito disputada, com batalhas inacreditáveis", disse Loew.

A Argentina passou pela Holanda nos pênaltis para tentar o tricampeonato mundial enquanto a Alemanha humilhou o Brasil por 7 x 1 para tentar sua quarta taça na história da competição.

"Não devemos tomar o jogo do Brasil como exemplo. A Argentina é uma seleção completamente diferente", disse o técnico de 54 anos.

"Eles podem pressionar seus adversários com sua primeira linha ofensiva, mas eles também sabem jogar atrás, uma de suas grandes qualidades, se defendendo e mantendo a posse de bola para ativar Messi, Di María, ou Aguero no ataque rapidamente."

Um contra ataque rápido armado por Messi e definido por Di María deu aos argentinos uma vitória contra a Suíça na prorrogação nas oitavas de final.

Aguero e Di María, entretanto, sofreram lesões durante a competição, e não devem começar jogando no domingo.

"Essas viradas de jogo rápidas, a Argentina tem feito isso durante todo o torneio. Eles podem estar atrás da linha da bola com oito ou nove jogadores e de repente lançam uma jogada de ataque muito rápida", afirmou Loew, acrescentando que se a Alemanha conseguir ler o jogo do adversário e jogar bem, encerrará um jejum de títulos de 18 anos.

A seleção alemã também se tornaria a primeira equipe europeia a conquistar uma Copa do Mundo em solo sul-americano.

"Sabemos do potencial deles e respeitamos, mas estamos confiantes de que se jogarmos o nosso jogo, conseguiremos vencer", disse.

"Onde quer que uma final aconteça, a meta é vencer e trazer a taça para casa. Com certeza podemos fazer história aqui e vencer no continente onde os sul-americanos dominam o futebol, e isso seria uma alegria a mais."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below