Felipão cogita permanecer na seleção mesmo após nova derrota

sábado, 12 de julho de 2014 19:46 BRT
 

Por Tatiana Ramil

BRASÍLIA (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari reiterou neste sábado que a decisão sobre sua permanência no comando da seleção brasileira depende da vontade da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), indicando sua disposição de continuar apesar da derrota por 3 x 0 para a Holanda na disputa de 3º lugar da Copa do Mundo.

"Quem tem que decidir é o presidente, como nós já tínhamos combinado", disse o técnico em entrevista coletiva após a derrota, ao ser perguntado sobre sua intenção de permanecer à frente da seleção brasileira, passando a responsabilidade ao presidente da CBF, José Maria Marin.

"No encerramento da competição nós entregaríamos o cargo à direção, porque era o combinado ganhando, perdendo, classificando ou não. É o que nós vamos fazer, entregar o relatório e entregar o cargo ao presidente", acrescentou.

O Brasil, que já havia perdido de 7 x 1 para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo, foi derrotado pela Holanda na disputa de 3º lugar e despediu-se da Copa do Mundo com duas derrotas seguidas na competição.

 
Técnico da seleção  brasileira, Luiz Felipe Scolari, durante derrota contra a Holanda. 12/07/2014. REUTERS/Ueslei Marcelino