13 de Julho de 2014 / às 01:52 / em 3 anos

Thiago Silva diz que seleção precisa de mais equilíbrio e frieza para vencer no futuro

Hulk e Neymar conversam com Thiago Silva. 12/07/2014 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) - O capitão Thiago Silva, um dos jogadores mais emotivos da seleção brasileira e que apresentou sinais de nervosismo durante a Copa do Mundo, afirmou que a equipe precisa ter mais equilíbrio e frieza para vencer no futuro.

A campanha brasileira no Mundial em casa terminou neste sábado com uma derrota por 3 x 0 para a Holanda na decisão do terceiro lugar, que aconteceu após uma goleada de 7 x 1 diante da Alemanha na semifinal.

Nas duas partidas a seleção levou gols logo no início e não conseguiu se recuperar.

“A gente tem que aprender com esses dois últimos jogos, principalmente quando a gente leva gol, porque parece que o jogo já está perdido e não é assim. A gente tem que ter equilíbrio, tranquilidade, em momentos difíceis”, disse Thiago Silva a jornalistas no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

“Tem que ter calma, inteligência, frieza. Falamos da frieza da Alemanha, mas a gente tem que ser frio também.”

O zagueiro foi um dos líderes do time no torneio e mostrava muita emoção durante o hino nacional e ansiedade em ter a possibilidade de levantar o troféu em casa.

No entanto, ele demonstrou também nervosismo demais na partida de oitavas de final contra o Chile, ao se afastar do grupo de jogadores e pedir para ser o último a bater pênalti, atrás até mesmo do goleiro Julio Cesar.

Abatido após as duas derrotas seguidas, Thiago Silva lamentou que a equipe não tenha conseguido chegar ao título em solo brasileiro.

“É um momento de muita tristeza porque tentamos de todos os modos e não conseguimos o resultado que nós sonhávamos”, afirmou.

“Estamos com o psicológico ainda muito abatido, mas a vida não acaba aqui. Temos que pedir desculpa ao povo, porque a gente tentou de todos os modos”, acrescentou.

Thiago Silva disse acreditar que o Brasil precisa mostrar evolução nas próximas competições.

“A derrota para a Alemanha agravou muito, mas acho que a gente tem que evoluir sim, para que a gente possa ter sucesso daqui para frente”, afirmou, acrescentando que é preciso melhorar nas partes técnica, tática e física.

“A gente precisa evoluir em todos os sentidos, mas acho que não adianta apontar só os erros, tivemos grandes coisas positivas.”

Seu companheiro de zaga, David Luiz, também pediu desculpas ao povo brasileiro.

“Não foi o fim que a gente queria. Estamos tristes pelo nosso povo e pedimos desculpas”, afirmou ele, destacando que vai assistir à decisão da Copa entre Alemanha e Argentina. “Vou assistir porque na vida temos que sempre evoluir e aprender.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below