Mundial bate recorde de turistas e passageiros em aeroportos do país

segunda-feira, 14 de julho de 2014 14:10 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Copa do Mundo gerou números recordes de turistas estrangeiros e de passageiros no sistema aeroviário do Brasil, com 700 mil visitantes de outros países apenas no mês de junho, informou nesta segunda-feira o Ministério do Esporte.

A expectativa inicial do governo era de receber 600 mil turistas estrangeiros ao longo de todo o Mundial, número que foi batido apenas na primeira parte da competição, disputada de 12 de junho a 13 de julho em 12 cidades brasileiras.

"Com o advento da Copa nós tivemos uma substituição do perfil do turista, o turista corporativo deu vez ao turista que veio aqui participar da festa da Copa do Mundo no Brasil", disse o secretário-executivo do ministério, Luis Fernandes, em entrevista coletiva no Maracanã um dia após a vitória da Alemanha por 1 x 0 sobre a Argentina na final disputada no estádio.

Pouco antes da Copa o governo elevou a estimativa inicial de turistas estrangeiro para mais de 800 mil diante do alto número de torcedores de outros países com ingressos comprados, mas esse número também pode ser superado diante dos 700 mil que chegaram apenas em junho -- número 132 por cento acima do mesmo mês do ano passado.

Boa parte desses torcedores veio ao Brasil de carro a partir de países sul-americanos, especialmente da Argentina. Torcedores argentinos invadiram cidades brasileiras desde o início do Mundial com carros e motorhomes, forçando as autoridades a encontrar locais para que pudessem estacionar e acampar.

Apesar do grande números de turistas de carro, a Copa também levou o país a bater recordes no número de passageiros nos aeroportos.

Segundo Fernandes, o número médio de passageiros no sistema aeroviário foi de 485 mil por dia nos 21 principais aeroportos das 12 cidades-sede do Mundial, ante volume médio de 365 mil passageiros/dia no Carnaval e 404 mil no período do Natal.

Apesar dos atrasos nas reformas de praticamente todos os aeroportos utilizados na Copa do Mundo, o governo comemorou a boa operação dos terminais aéreos durante a Copa. O índice de atraso durante a competição foi de 7,46 por cento, ante padrão internacional de 15 por cento, de acordo com dados divulgados por Fernandes.   Continuação...

 
Passengers wait for their delayed flights at Alfonso Pena airport in Curitiba city, June 17, 2014. In a project called 'On The Sidelines' Reuters photographers share pictures showing their own quirky and creative view of the 2014 World Cup in Brazil. REUTERS/Ivan Alvarado (BRAZIL - Tags: SPORT SOCCER WORLD CUP SOCIETY TRANSPORT)