Executivo suspeito de envolvimento em máfia dos ingressos se entrega à Justiça

segunda-feira, 14 de julho de 2014 21:50 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ray Whelan, alto executivo da companhia contratada pela Fifa para negociar ingressos da Copa do Mundo suspeito de envolvimento num esquema de venda ilegais de tíquetes para o Mundial, se entregou à Justiça do Rio de Janeiro nesta segunda-feira, informou o Poder Judiciário.

Whelan é suspeito de envolvimento em um esquema internacional de venda ilegal de ingressos para partidas da Copa do Mundo, que levou o Ministério Público a indiciar 12 suspeitos de integrarem uma quadrilha.

A assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça informou que Whelan entregou-se na sede do tribunal nesta segunda-feira à tarde e aguarda no local a chegada da polícia para ser levado a uma delegacia.

O executivo da Match Services, fornecedora oficial da Fifa para serviços como repasse de ingressos e acomodação, estava foragido desde que o MP apresentou denúncia à polícia contra todos os 12 suspeitos de envolvimento, em 10 de julho, determinando no mesmo dia mandados de prisão contra 11 deles, incluindo Whelan.

Em nota à imprensa, a Match Services defendeu Whelan e afirmou que todas as vendas feitas pela empresa seguiram os rígidos procedimentos de segurança determinados pela Fifa.

"Podemos assegurar que o sr. Raymond Whelan não cometeu nenhum ato ilegal ou irregular e temos certeza de que isso será comprovado em breve pelas autoridades brasileiras", afirmou a empresa na nota divulgada na noite desta segunda-feira.

(Por Pedro Fonseca, com reportagem adicional de Rodrigo Viga Gaier)

 
Ray Whelan em foto de arquivo ao se entregar à polícia em 7 de julho. REUTERS/Stringer