CBF confirma saída de Felipão e comissão técnica da seleção

segunda-feira, 14 de julho de 2014 19:14 BRT
 

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O técnico Luiz Felipe Scolari não vai permanecer no comando da seleção brasileira após o amargo 4º lugar na Copa do Mundo realizada em casa, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta segunda-feira.

O presidente da CBF, José Maria Marin, aceitou pedido de demissão de Felipão e da comissão técnica após as derrotas para Alemanha e Holanda nas duas últimas partidas do Brasil no Mundial, afirmou a entidade em nota publicada em seu site oficial.

Felipão havia dito após a derrota por 3 x 0 para a Holanda na disputa do 3o lugar, no sábado, que entregaria o cargo à CBF com o término do Mundial, conforme acertado quando assumiu a equipe, mas indicou que gostaria de permanecer ao afirmar que seu futuro dependia do presidente da confederação.

O dirigente, no entanto, aceitou o pedido de demissão do treinador.

"O Scolari e toda a sua comissão técnica merecem o nosso respeito e agradecimento. Eles foram responsáveis por devolver ao povo brasileiro o seu amor pela seleção, mesmo não tendo conseguido o nosso objetivo maior", disse Marin na nota.

O presidente da CBF vai conceder entrevista coletiva na sede da CBF, no Rio de Janeiro, na quinta-feira, quando poderá anunciar o substituto de Felipão no comando da seleção.

Felipão, que conduziu a seleção brasileira ao pentacampeonato mundial em 2002, voltou à equipe no final de 2012 para substituir Mano Menezes.

O técnico conseguiu recuperar a confiança da torcida no time ao conquistar a Copa das Confederações do ano passado, mas o time decepcionou na Copa do Mundo.   Continuação...

 
Técnico Luiz Felipe Scolari durante partida contra a Holanda. 12/07/2014   REUTERS/Ueslei Marcelino