Organização do Mundial é aprovada por 83% dos estrangeiros, mostra Datafolha

terça-feira, 15 de julho de 2014 11:49 BRT
 

(Reuters) - A maioria dos estrangeiros que estiveram no Brasil para assistir à Copa do Mundo avaliou positivamente a organização do evento e deu notas altas para quesitos como segurança nos estádios, transporte e hospitalidade, de acordo com pesquisa Datafolha feita com turistas de várias nacionalidades.

O ponto alto foi a hospitalidade dos brasileiros, classificada como ótima/boa por 95 por cento e regular por apenas 4 por cento dos consultados, mas a organização teve também nota elevada: 83 por cento disseram ter sido ótima/boa, segundo a sondagem publicada no jornal Folha de S.Paulo.

A maioria (90 por cento) disse ter se informado sobre o país antes da viagem, e metade declarou que se deparou com mais relatos negativos do que positivos sobre o Brasil. No entanto, uma grande maioria de visitantes classificou como ótimo/bom quesitos essenciais para o evento, como a segurança nos estádios (92 por cento) e a segurança dos turistas (82 por cento), transporte até os estádios e qualidade do transporte aéreo (76 por cento).

Os preços nos hotéis e o custo de vida no Brasil foram os pontos mais criticados: apenas 32 por cento deram a nota máxima para o custo do setor hoteleiro, classificado como ruim/péssimo por 27 por cento e regular por 26 por cento (16 por cento não responderam). Quanto ao custo de vida, 32 por cento o definiram como regular, 29 por cento, ruim/péssimo e somente 29 por cento como ótimo/bom.

A boa avaliação do país pelos estrangeiros que vieram para a Copa é sintetizada quando perguntados se gostariam de morar no Brasil: 69 por cento disseram que sim.

O DataFolha entrevistou 2.209 estrangeiros de mais de 60 países entre os dias 1 e 11 de julho nos aeroportos de São Paulo, Rio e Brasília, bem como em Fan Fests e locais de grande concentração de turistas em Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Rio, São Paulo e Brasília.

De acordo com o Ministério do Esporte, a Copa do Mundo gerou números recordes de turistas estrangeiros e de passageiros no sistema aeroviário do Brasil, com 700 mil visitantes de outros países apenas no mês de junho.

A expectativa inicial do governo era de o país receber 600 mil turistas estrangeiros ao longo de todo o Mundial, número que foi batido apenas na primeira parte da competição, disputada de 12 de junho a 13 de julho em 12 cidades brasileiras.

Boa parte desses torcedores veio ao Brasil de carro a partir de países sul-americanos, especialmente da Argentina. Apesar do grande números de turistas de carro, a Copa também levou o país a bater recordes no número de passageiros nos aeroportos.

Segundo o governo, o número médio de passageiros no sistema aeroviário foi de 485 mil por dia nos 21 principais aeroportos das 12 cidades-sede do Mundial, ante volume médio de 365 mil passageiros/dia no Carnaval e 404 mil no período do Natal.

(Por Maria Teresa de Souza)

 
Torcedores da Bélgica  e Coreia do Sul se abraçam antes de partida pelo Grupo H, na Arena Corinthians, em São Paulo. 26/06/2014. REUTERS/Eddie Keogh