Pole no GP da Alemanha faz Rosberg se sentir metade finlandês

sábado, 19 de julho de 2014 16:22 BRT
 

Por Alan Baldwin

HOCKENHEIM Alemanha (Reuters) - Após ter se declarado “100 por cento alemão”, em antecipação ao Grande Prêmio da Alemanha de Fórmula 1, o piloto da equipe Mercedes Nico Rosberg mostrou-se feliz em ser chamado meio finlandês neste sábado.

Filho do campeão em 1982, o finlandês Keke Rosberg, o alemão conquistou a pole position neste sábado em Hockenheim, enquanto o finlandês Valtteri Bottas ficou em segundo com sua Williams.

Trata-se, de acordo com o veterano jornalista finlandês Heikki Kulta, da primeira vez que dois pilotos finlandeses se classificaram juntos na primeira fila de uma corrida de Fórmula 1.

Perguntado se concordava, Rosberg sorriu e respondeu: “Sim, eu concordo”.

Quando o jornalista voltou ao assunto mais tarde, o alemão esclareceu sua posição.

“Para você, sou meio finlandês. Mas somente para você. E para os fãs na Finlândia”, disse. “E é um finlandês e meio na primeira fila. O que também é um recorde. Então é um dia histórico. E eu espero que os finlandeses possam ficar realmente orgulhosos.”

Rosberg, que nasceu em Wiesbaden de uma mãe alemã mas cresceu em Mônaco, fez seu comentário original sobre ser 100 por cento alemão após seu companheiro de equipe e rival ao título, o britânico Lewis Hamilton, ter brincado que Hockenheim não seria como correr em casa para Nico.

A Finlândia teve três campeões mundiais de Fórmula 1 --Rosberg pai, Mika Hakkinen e Kimi Raikkonen.

O bicampeão mundial Hakkinen se aposentou em 2001, antes de Raikkonen, campeão em 2007, conseguir sua primeira posição na primeira fila, ao substituí-lo na McLaren.

Heikki Kovalainen também pilotou uma McLaren em 2008, mas nunca chegou a compartilhar a primeira fila com Raikkonen.